MMA

PESO GALO DO UFC

Dominick Cruz minimiza nova lesão grave e mantém otimismo: 'Outra montanha para escalar'

Ex-campeão dos galos descarta aposentadoria e planeja voltar ainda mais forte

postado em 24/12/2014 12:03 / atualizado em 24/12/2014 12:37

Redação /Superesportes

Todd Warshaw/AFP

Afastado do octógono por três anos devido a graves lesões no joelho esquerdo, Dominick Cruz teve retorno triunfal ao UFC em setembro, com nocaute sobre o japonês Takeya Mizugaki em apenas um minuto de luta. O resultado arrasador garantiu ao ‘Dominator’ a chance de disputar o cinturão dos galos contra TJ Dillashaw. No entanto, o ex-campeão sofreu outro duro golpe no início desta semana: rompeu os ligamentos do joelho direito e terá de adiar o sonho de recuperar o título da categoria.

Apesar de sofrer mais uma grave contusão, Dominick Cruz nem cogita a possibilidade de se aposentar e demonstra muita força de vontade para a recuperação. O norte-americano não encara a situação como um drama e mira rápido retorno ao Ultimate.

"Há pessoas que acordam, e que Deus as abençoe, e descobrem que têm câncer. Elas podem dizer: ‘Por que isso aconteceu comigo, se há um milhão de pessoas no mundo, e logo eu tenho câncer?’ Mas resolve pensar desta forma? Não. Eu não estou pensando assim. Há pessoas lá fora passando por coisas piores que eu e que precisam de apoio e ajuda. A ideia de me aposentar, de colocar a cabeça no travesseiro e me imaginar desistindo, é absolutamente insana para mim. É mais uma montanha para escalar. Sou plenamente capaz de lidar com esta montanha. Eu tenho todas as ferramentas, idade e mentalidade para lidar com isso”, afirmou Cruz, em entrevista ao MMA Fighting.

Com a nova lesão de Dominick Cruz, Rafael Assunção deveria ser confirmado como novo desafiante de TJ Dillashaw. No entanto, o pernambucano, que vem de sete vitórias consecutivas no UFC, teve uma contusão no tornozelo e também ficou impossibilitado de receber o title shot. As lesões abriram caminho para Renan Barão ter o aguardado tira-teima contra Dillashaw. O lutador da Nova União perdeu o título para o norte-americano em maio deste ano e teria a revanche em agosto. Mas ele passou mal durante o processo de perda de peso, na véspera do confronto, e acabou cortado da luta, sendo substituído por Joe Soto.