MMA

DOPING

Demitido do UFC, Diego Brandão recebe suspensão de nove meses por causa de doping

Cearense foi flagrado com maconha em exame no período de competição

postado em 19/05/2016 20:30

Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
O ‘inferno astral’ de Diego Brandão parece não ter fim no MMA. Demitido do UFC no mês passado, depois de se envolver em tumulto na porta de uma boate em Albuquerque, Novo México (EUA), Diego Brandão recebeu suspensão de nove meses pela Agência Antidoping dos EUA, a USADA. O cearense foi flagrado em exame realizado no período de competição para luta contra Brian Ortega no UFC 195, em 2 de janeiro, em Las Vegas.

Diego Brandão estava suspenso de forma preventiva pela Comissão Atlética de Nevada, que regulamentou o UFC 195. Ele foi flagrado com metabólitos da maconha, em um nível bem acima do permitido pela Agência Mundial Antidoping (WADA), que é de 180ng/ml, e da própria NAC, de 150ng/ml.

Diego Brandão, de 28 anos, deixou o UFC com seis vitórias e quatro derrotas – a última justamente diante de Brian Ortega (finalização no terceiro round). Ele faturou o The Ultimate Fighter 14 nos EUA, no peso pena, ao bater Dennis Bermudez por finalização com chave de braço, no fim do primeiro round. O cearense chegou a ter três triunfos consecutivos, sua melhor sequência na organização.

Tags: cearense ufc doping maconha usada wada suspensão demitido diego brandão