MMA

UFC

Marreta doa alimentos no Rio de Janeiro e se muda para os EUA antes de voltar ao UFC

Carioca promoveu ação para ajudar comunidade onde cresceu

postado em 09/07/2020 22:33

(Foto: Leonardo Fabri/Divulgação)

Recuperado de lesões nos dois joelhos, Thiago Marreta deixa o Rio de Janeiro e fixará residência na Flórida, nos EUA, onde vai se preparar para voltar ao UFC. O carioca, que tem luta marcada contra o mineiro Glover Teixeira em 12 de setembro, provavelmente em Las Vegas, praticou bela ação solidária em benefício da comunidade da Cidade Deus, na Zona Oeste da capital carioca, onde passou a infância. 

Antes de seguir em definitivo nos EUA, Marreta divulgou o resultado de ação social, em parceria com a Legião da Boa Vontade (LBV). A iniciativa arrecadou cerca de 500kg de alimentos a serem distribuídos para a comunidade local. Em declaração ao combate.com, o lutador, que já desenvolve projetos de inclusão social por meio do MMA na Cidade de Deus, disse que nunca se esqueceu das origens.

“A gente já tem costume de fazer ações no CT CDD Thiago Marreta, e agora tivemos essa ação muito bem-vinda do MMA Social e da LBV, que vem ajudando várias comunidades no Rio de Janeiro. A ação chegou na Cidade de Deus, no nosso projeto social, e está sendo de grande valia para toda a comunidade”, afirmou o lutador de 36 anos.

Depois das lesões nos dois joelhos, sofridas na derrota por pontos para Jon Jones, em julho do ano passado, em disputa do cinturão dos meio-pesados, Marreta fez a recuperação das cirurgias no Brasil. Ele decidiu seguir em definitivo para a Flórida, onde treinará na American Top Team (ATT), e fixará residência nos EUA. Integrante da Tatá Fight Team, TFT, no Rio de Janeiro, o lutador prometeu visitar os antigos companheiros sempre que voltar ao país.

“Eu já fazia meus camps lá, agora vou de vez. Mas sempre virei ao Brasil, pois minha mãe, meu filho, minha família estão aqui. Só que agora venho para visitar o Brasil. É um pouco diferente. Quando estiver no Brasil vou treinar na TFT, nada mudou. Vou me mudar, mas continuo sendo da TFT. O Tatá (Duarte, líder da TFT, na Barra da Tijuca) é meu mestre, quem me fez, e o carrego no coração. É uma pessoa que sempre me ajudou, ele entendeu perfeitamente esse momento. A gente sabia que ia chegar, e chegou”, enfatizou.

Revelado no The Ultimate Fighter Brasil 2, Marreta teve altos e baixos quando foi contratado pelo UFC. Mas se firmou nos meio-pesados e engatou sequência positiva de três vitórias na divisão, até enfrentar o ainda campeão, Jon Jones. O duelo, no UFC 239, em Las Vegas, há um ano, terminou com triunfo de Bones por decisão dividida. O resultado foi contestado por muitos especialistas, que consideraram o brasileiro superior. Lesionado, o carioca, que antes de se dedicar exclusivamente ao MMA serviu na brigada de infantaria paraquedista do Exército, se ausentou em longo período de recuperação.

Tags: flórida cidade de deus glover teixeira UFC jon jones thiago marreta american top team Marreta