UAI


Mineiro Rodrigo Zé Colmeia, do UFC, é pego no doping e punido com suspensão

Lutador de BH teve vitória cancelada e só voltará em 17 de janeiro

24/09/2021 19:52
compartilhe
Rodrigo Nascimento, o Zé Colmeia, mineiro de BH, foi suspenso por doping após vitória no UFC
foto: Reprodução/Instagram

Rodrigo Nascimento, o Zé Colmeia, mineiro de BH, foi suspenso por doping após vitória no UFC


Um dos mineiros incorporados ao Ultimate Fighting Championship, Rodrigo Zé Colmeia foi flagrado em exame antidoping e recebeu suspensão de seis meses. O lutador de BH, que atua na divisão dos pesos-pesados (até 120kg), testou positivo para ácido ritalínico depois do confronto diante de Alan Baudot, em 17 de julho passado. A substância é considerada um estimulante e proibida pela Agência Antidoping dos EUA, a USADA, que aplica testes em atletas do UFC.

Como a suspensão começa a contar a partir da data em que foi aplicado o exame, o mineiro ficará afastado do octógono até 17 de janeiro. Zé Colmeia foi multado em US$ 1,95 mil, cerca de R$ 10 mil na conversão, e ainda teve a vitória sobre Alan Baudot cancelada e transformada em No Contest (sem resultado). A punição foi anunciada pela Comissão Atlética de Nevada, com sede em Las Vegas. 

Rodrigo Nascimento, o Zé Colmeia, foi revelado pelo reality show criado pelo presidente do UFC, Dana White, o Contender Series. O lutador de BH foi contratado após a vitória sobre Michal Martínek, em julho de 2019. Ele estreou no octógono com triunfo por finalização sobre Don'tale Mayes, em maio de 2020, e na segunda luta foi superado por Chris Daukaus, por nocaute, em outubro do mesmo ano.

O mineiro se recuperou diante de Alan Baudot ao ganhar por nocaute técnico no segundo round, duelo disputado em julho passado, no UFC Apex, em Las Vegas. Entretanto, com a punição anunciada pela Comissão Atlética de Nevada, o lutador de 28 anos teve o triunfo alterado para No Contest (sem resultado). Na ocasião, o belo-horizontino, que treina na conceiutada academia American Top Team (ATT), na Flórida, recebeu bônus de 'performance da noite', no valor de US$ 50 mil (R$ 266,7 mil na cotação atual). 


Compartilhe