SANTA CRUZ

Finalista do Estadual, Santa pode repetir feito único de 88 anos atrás: ser campeão invicto

Desempenho atual foi de oito vitórias e dois empates; em 1932, sob o comando de Ilo Just e faro do ídolo Tará, Tricolor anotou 12 triunfos em 12 jogos

postado em 30/07/2020 15:05 / atualizado em 30/07/2020 15:50

(Foto: Paulo Paiva/DP FOTO)
Finalista do Campeonato Pernambucano, o Santa Cruz tem a chance de repetir um feito de 88 anos atrás e obtido uma única vez na sua centenária trajetória: o de ser campeão invicto. A marca histórica, que pode ser conquistada novamente, agora com o técnico Itamar Schülle, ocorreu em 1932, pela 18ª edição do Estadual. 

À época, a Cobra Coral era comandada por Ilo Just, o primeiro goleiro do Santa Cruz e um dos sócios fundadores do clube que, depois de largar as traves, aventurou-se como treinador. E trouxe muitas alegrias: além da conquista do bicampeonato estadual daquele ano - ainda viria o tri em 1933  - também conquistou o título de campeão pernambucano em 1935. 

Na campanha, doze jogos e 12 vitórias. O Estadual contou com 11 equipes divididas em dois grupos: a série branca, onde estava o Santa Cruz, e a série azul, com os rivais Sport e Náutico. 

A primeira fase, em sistema de pontos corridos com os líderes de cada bloco avançando, a Cobra Coral, liderada pelo goleador Tará - o maior artilheiro da história do clube com 207 gols marcados - venceu 10 dos 10 confrontos. Inclusive aplicando duas sonoras goleadas: 8 a 0 sobre o Israelita, e 8 a 2 diante do Fluminense. 

A grande final, a ser disputada em uma melhor de três partidas, teve apenas dois jogos, porque a Cobra Coral venceu o Íris, ganhador da série azul, duas vezes e pelo mesmo placar: 4 a 1. 

Neste ano, sob o comando técnico de Itamar Schülle, o Santa Cruz fez 10 partidas, vencendo oito e empatando duas. Sendo a última delas vencida nos pênaltis contra o Náutico, pela semifinal do Campeonato, na última quarta-feira. Um aproveitamento geral de 86,6%. Agora, em jogos disputados no esquema de ida e volta, o Tricolor aguarda o vencedor de Salgueiro e Afogados para definir seu adversário na decisão. A dois passos da história. 

Campanha 1932

Santa Cruz 8 a 0 Israelita
Santa Cruz 5 a 1 Great Western
Santa Cruz 2 a 1 Flamengo de Recife
Santa Cruz 4 a 1 América
Santa Cruz 6 a 1 Fluminense
Santa Cruz WO Israelita
Santa Cruz 4 a 3 Great Western
Santa Cruz 3 a 1 Flamengo de Recife
Santa Cruz 3 a 1 América
Santa Cruz 8 a 2 Fluminense
Santa Cruz 4 a 1 Íris 
Santa Cruz 4 a 1 Íris 

Campanha 2020 

Santa Cruz 3 a 0 Petrolina
Retrô 1 a 2 Santa Cruz
Santa Cruz 1 a 0 Vitória
Central 0 a 0 Santa Cruz
Santa Cruz 2 a 1 Salgueiro
Afogados 0 a 2 Santa Cruz
Santa Cruz 2 a 0 Náutico 
Santa Cruz 2 a 1 Decisão
Sport 1 a 2 Santa Cruz
Santa Cruz 0 (7) a 0 (6) Náutico