SANTA CRUZ

Martelotte comenta sobre situação de jogadores no departamento médico do Santa

Na partida do último sábado, diante da equipe do Manaus, Tricolor do Arruda somatizou sete desfalques, sendo seis por conta de problemas na coxa

postado em 21/09/2020 08:00 / atualizado em 21/09/2020 08:00

(Foto: Rafael Melo/Santa Cruz)
Algo que chamou atenção no empate do Santa Cruz no último sábado, contra o Manaus, veio de fora das quatro linhas e multiplicado por sete. Esse foi o total de ausências que o time pernambucano teve. Seis por conta de quadro clínico. E, apesar de ter minimizado esses desfalques anteriormente, o treinador Marcelo Martelotte comentou sobre a expectativa de que o departamento médico do clube devolva alguns jogadores em breve.

“O nosso departamento médico está trabalhando para devolver ao treinamento e ao trabalho os jogadores que estão lá atualmente. Apesar dessas ausências, acho que estamos jogando num nível bom. No sábado eu vi nossa atuação melhor que a do fim de semana passado, mas o resultado não veio e é natural que isso aconteça. No futebol nem sempre você consegue fazer da sua superioridade, um resultado de vitória”, argumentou.

Diante do Manaus, o treinador Marcelo Martelotte não pôde contar com Júnior, Célio Santos, William Alves, Pipico, Paulinho, Chiquinho e Bileu. Os seis primeiros da lista, por conta de machucados na coxa. Além disso, quem também deve passar pelos cuidados do departamento médico é Jeremias, que substituiu Tinga no sábado, mas se machucou e pediu para deixar o campo.

Outro ponto tocado pelo comandante do Tricolor foi o cenário de instabilidade que o mundo enfrenta atualmente, por conta da pandemia do novo coronavírus. De acordo com a visão dele, 2020 trouxe uma temporada atípica para o futebol e a suspensão das atividades por cerca de três meses também afetou o planejamento dos clubes. “Esse ano foi atípico, a gente teve uma interrupção no meio da temporada de mais de três meses nos treinos, então a gente já esperava que essa volta fosse mais difícil para muitos dos jogadores”, afirmou por fim.