SPORT

Atacante André critica data da final do Pernambucano 42 dias depois do jogo de ida

Para atleta, data prejudica tecnicamente tanto o Sport quanto o Salgueiro

postado em 04/05/2017 19:40 / atualizado em 04/05/2017 19:48

 Nando Chiappetta/DP
A definição da Federação Pernambucana de Futebol de marcar a data do segundo jogo da final do Estadual contra o Salgueiro apenas para o dia 18 de junho, no Cornélio de Barros, desagradou o atacante rubro-negro André. Alegando perda técnica, tanto para o Sport quanto para o Carcará, o jogador criticou a decisão da FPF. A partida acontecerá seis semanas após o jogo de ida, domingo na Ilha do Retiro, e após a sétima rodada do Campeonato Brasileiro e a quinta da Série C, que tem a participação do time sertanejo.

Ao todo, nesse intervalo, o Leão terá entrado em campo 11 vezes, somando também compromissos pela Copa do Brasil, Sul-Americana e as finais da Copa do Nordeste, diante do Bahia. "Infelizmente, teremos esse tempo todo até a segunda partida. É ruim para a gente pois já estaremos envolvidos em outra competição. É ruim também para o Salgueiro que vem fazendo um bom campeonato e contando com a empolgação da torcida. Isso tira um pouco o brilho da campanha que eles fizeram e da nossa também. A gente fica chateado, mas não pode fazer nada. Se coloca a equipe sub-23 reclamam que não está se desvalorizando o campeonato, mas é complicado", reclamou.

No entanto, o camisa 90 garantiu que não vai faltar motivação para o primeiro jogo contra o Carcará e que o objetivo é conquistar o título no dia 18 de junho. "É um título e acho que o jogador tem que somar o quanto de título for possível na carreira. Quero ganhar tudo que estou disputando, independentemente se o jogo vai ser daqui a quase dois meses. É esquecer isso e se doar ao máximo no domingo para sair vitorioso", pontuou André, que evitou, por razões óbvias, fazer qualquer tipo de projeção para o jogo de volta no Sertão.

"Temos que buscar um bom resultado porque sabemos que jogar lá é complicado. Mas não sabemos nem quem vai poder jogar no segundo jogo, já que vai ter tanta coisa até lá. É complicado", encerrou.