SPORT

Sport quer meia experiente, mas trava em parte financeira; clube tentou acerto com Allione

Um dos alvos leoninos, argentino irá para Rosario Central; Milton Cruz admite dificuldade para contratação com o orçamento do clube mais reduzido

postado em 11/01/2019 16:00 / atualizado em 11/01/2019 15:43

Felipe Oliveira/E.C. Bahia
Dentre os oito reforços já integrados e o que há de peças no elenco do Sport, a diretoria e o técnico rubro-negro Milton Cruz ainda sentem falta de uma peça em especial. Agora, a caça do clube no mercado de transferências é por um meia central e experiente, com capacidade para balancear e tirar o peso dos jovens da posição que se encontram no elenco. Encontrá-lo, no entanto, tem sido uma árdua tarefa.

De acordo com o diretor de futebol Nelo Campos, o Sport, na realidade, já esteve perto desse jogador, raro na maior parte dos elencos nacionais. O alvo era o meia argentino Allione, do Palmeiras. O jogador de 24 anos não será aproveitado no clube paulista. Ele chegou a negociar com o Rubro-negro, mas está a caminho da terra natal para defender o Rosario Central por empréstimo.

“Precisamos de mais um meia. Temos alguns jovens promissores no elenco e acredito neles, mas estamos atrás de um meio-campista experiente, com rodagem e que possa dar esse respaldo para os mais jovens deslancharam”, declarou Nelo Campos, que discute nomes com restante da diretoria e também com o técnico Milton Cruz.

O treinador leonino, por sua vez, aponta que o mercado carrega uma série de dificuldades para se chegar a um consenso em relação ao reforço. Além da dificuldade de escolher a peça em si, o Sport trava no orçamento mais reduzido para esta temporada. O clube rubro-negro pretende iniciaram a temporada com uma folha de R$ 800 mil e só ampliá-la com a chegada da disputa do Brasileiro da Série B, principal objetivo do time nesta temporada. Outro ponto desfavorável foi a eleição do clube, que atrasou o início do planejamento.

“A diretoria tem feito esforço para poder trazer e montar um time antes de começar o Campeonato (Pernambucano), mas a gente sabe da dificuldade porque já começamos atrasados na montagem por causa da eleição”, disse Milton Cruz. “Acho que os jogadores que estão aí para iniciar o campeonato dá para começar e, depois, a gente vai montando. O mercado não está fácil para jogadores e, pela maneira que o clube quer fazer uma montagem, já que vai ter uma redução grande de salário e jogadores, estamos trabalhando em cima do estamos precisando”, acrescentou.

Atletas recusam

Segundo Milton Cruz, a falta de caixa trava o avanço do Sport na escolha por um meia. “Estamos com dificuldade para encontrar esse meia que a gente está precisando. Já encontramos jogadores, mas, por causa da parte financeira e com outros clubes oferecendo mais, acabamos perdendo alguns jogadores. Mas, estamos no mercado fazendo um esforço grande para que tenhamos um time forte, dentro das nossa limitações, para o Campeonato Pernambucano e também visando à Copa do Brasileiro e ao Campeonato Brasileiro.”

Para este ano, o Sport já acertou com duas promessas para atuar como meia. A primeira foi Leandrinho, atleta de 22 anos e cedido por empréstimo pelo Botafogo. O clube ainda recorreu a outra aposta para o setor e trouxe João Igor, que também tem 22 anos e pertence ao Santos.