1

RIO DE JANEIRO

Chilena e espanhol, casados há dez anos, realizam sonho na Copa do Mundo no Brasil

Casal se planejou para a partida no Maracanã, cada um com sua bandeira

postado em 18/06/2014 12:42 / atualizado em 18/06/2014 13:39

Cassio Zirpoli /Diario de Pernambuco

Cassio Zirpoli/DP/D.A Press
Cassio Zirpoli
Enviado especial

Rio de Janeiro - Catherine Hidalgo e Diego Alonso se conheceram há dez anos em Valparaíso, na beira do Oceano Pacífico. Ela, chilena, torcedora do Wanderers e moradora da cidade litorânea. Ele, espanhol, estudando na região, fanático pelo Celta. Clubes sem tanta tradição em seus países, mas longe de mudar a paixão dos dois pelo futebol. Uma década depois, casados, vão à sua primeira Copa do Mundo, no Brasil. Após o sorteio, tentaram (e conseguiram) ingressos para o jogo entre as seleções de cada um, Chile e Espanha.

Nesta quarta, chegaram ao Maracanã faltando quatro horas para a histórica partida. Vão sentar juntos, claro, mas cada um com a sua bandeira. "Compramos logo na segunda venda da Fifa. A gente não podia perder essa chance. É quase um presente", diz Diego, que fez questão de chegar cedo para evitar confusão, após as notícias de que alguns argentinos tentaram forçar o portão na partida do último domingo, contra a Bósnia.

"O estádio é lindo e queremos aproveitar ao máximo. E que o Chile siga bem na Copa", comentou Catherine, hoje com 31 anos. O marido tem 33 e ambos já planejam o primeiro filho para breve. O local de nascimento e a futura torcida (Wanderers/Chile ou Celta/Espanha) segue em discussão. "Ele vai escolher, e vai escolher bem, com a mãe", imagina Catherine. A resposta de Diego foi rápida. "Uma seleção é campeã, a outra não. A escolha vai ser fácil".

A entrada dos bilhetes ambos apontava o portão da estátua de Bellini. Com ingressos bem guardados - num mar de gente sem ingresso nos arredores - procuraram ficar próximos ao policiamento, presente em bom número no local. Para constar, durante a entrevista o casal foi abordado por um brasileiro querendo comprar ingressos, no clássico "sobrando eu compro". Nota-se que os dois vão ter muitas histórias da Copa para contar ao futuro filho.