TORCIDA

Polícia investiga suposto financiamento de políticos para torcidas organizadas de PE

Durante operações na manhã de ontem, polícia encontrou na casa do presidente da Torcida Jovem caderno com contabilidades e nomes de políticos

postado em 16/09/2020 11:23 / atualizado em 16/09/2020 11:46

(Foto: Peu Ricardo/ DP FOTO)
As duas operações da Polícia Civil de Pernambuco na manhã desta terça-feira, que resultou na prisão de 10 integrantes de torcidas organizadas de times da capital, deverá ter um novo caminho a ser seguido nas investigações. A polícia quer saber se há um suposto financiamento e envolvimento de políticos pernambucanos.

Foi encontrado um caderno na casa do presidente da Torcida Jovem do Recife com anotações e nomes de alguns políticos e valores que supostamente seriam doados por eles. Todo o material apreendido será analisado e os políticos que constam no caderno serão investigados.

“Foi encontrado um caderno com nomes de políticos. Porém, não podemos dar mais detalhes porque está em segredo de justiça”, relatou Paulo Moraes, integrante do Comando de Operações e Recursos Especiais (Core).

O delegado detalhou também sobre o que se tratava cada operação, que teve a participação de 55 agentes, distribuídos entre delegados, policiais e escrivães.

“Foram 10 presos, com envolvimentos em roubos e badernas. A Operação Returno 1 foi em relação ao caso que envolveu o aniversário do Santa Cruz, no Pátio de Santa Cruz. E a Returno 2 foi sobre um roubo seguido de espancamento a um torcedor do Náutico na Avenida Estrada de Belém. E, quanto a suposta participação de políticos ligados às torcidas, iremos analisar o caderno apreendido e investigar os políticos citados no caderno.” concluiu o delegado.