NÁUTICO

Em pós-operatório, Camutanga tem situação avaliada pelo Departamento Médico do Náutico

Zagueiro se destacou durante a campanha do título da Série C, competição na qual se lesionou na primeira partida da final contra o Sampaio Corrêa

postado em 26/03/2020 08:00 / atualizado em 26/03/2020 08:24

(Foto: Léo Lemos/CNC)
Já são 174 dias de afastamento desde que o zagueiro Camutanga, destaque da campanha do título da Série C no Náutico, teve o rompimento do ligamento cruzado anterior do joelho anunciado pelo Departamento Médico do Náutico. Com a operação no joelho esquerdo realizada apenas 50 dias depois devido a imbróglios burocráticos, o defensor completou nesta semana quatro meses de recuperação. 

Por isso, o vice-presidente médico do Náutico, Múcio Vaz, explicou como está sendo o processo de recuperação do atleta, que se encontra na metade do prazo de oito meses para a total reabilitação. Além disso, o dirigente ressaltou que a situação de Camutanga inspira bastante cautela por não ser a primeira reconstrução de ligamento pelo qual o jogador foi submetido.

“Em relação a Camutanga, o mesmo encontra-se no quarto mês de pós-operatório. Podemos dizer que ele está no meio do tratamento, ou seja, deverá retornar em mais três ou quatro meses. Está muito bem, evoluiu sem intercorrências durante todo o período de pós operatório. No entanto, é preciso respeitar o tempo necessário para sua recuperação (7 a 8 meses). Já foi operado deste joelho, portanto, é uma reoperação para reconstrução do ligamento cruzado anterior. É preciso cautela e não podemos pular etapas”, explicou Vaz.

A expectativa inicial de retorno do atleta era na parte final da campanha da Série B, porém, com as incertezas da temporada devido ao cancelamento dos jogos de futebol no Brasil por causa da pandemia do Coronavírus, o jogador tem a possibilidade de participar de um número de jogos maior do que o esperado no planejamento do ano de 2020. 

Além de Camutanga, outros dois jogadores se recuperam de operações após lesões graves. O zagueiro Ronaldo Alves e o atacante Álvaro passaram por cirurgias no início de março e se recuperam no Departamento Médico do clube durante a quarentena. Outro lesionado, Matheus Carvalho espera que pandemia da Covid-19 diminua sua força para que possa ser operado e iniciar sua recuperação.