Turfe

Após superar câncer, Ricardinho brilha

Jóquei brasileiro de 56 anos supera doença, lesão e quebra recorde mundial

postado em 05/02/2018 23:07 / atualizado em 05/02/2018 23:25

Divulgação
A espera chegou ao fim. O jóquei brasileiro Jorge Ricardo, 56 anos, igualou na noite desta segunda-feira, no Hipódromo da Gávea, o recorde mundial de vitórias. Com a potranca Jubileia, Ricardinho atingiu 12.844 êxitos na carreira, a mesma marca atingida pelo canadense Russel Baze, aposentado desde o ano passado.

“Eu queria agradecer a todos aqueles que me apoiaram durante tanto tempo aqui no Jockey Club Brasileiro. É a minha casa, onde começou tudo, quando estreei aos 15 anos, e não poderia deixar de brindar ao público carioca em igualar essa marca aqui”, afirmou Ricardinho, que desde 2006 monta nos três hipódromos de Buenos Aires: Palermo, San Isidro e La Plata.

“Agora, em respeito ao turfista argentino, que sempre esteve ao meu lado, vou bater o recorde mundial lá”, completou o jóquei brasileiro, que vai tirar o dia de hoje de folga e voltará a montar amanhã nas carreiras de San Isidro. Nos últimos anos, Ricardinho viu o sonho de se tornar o jóquei com o maior número de vitórias no mundo ser adiado por problemas de saúde: em 2012, enfrentou um câncer no sistema linfático; e no início do ano passado, sofreu uma grave queda durante um páreo, sofrendo uma fratura no fêmur.