Vôlei

VÔLEI

Montes Claros está perto de volta à Superliga Masculina e anuncia também projeto no futebol

Equipe aguarda acordo com prefeitura de Montes Claros para anunciar retorno à Superliga Masculina na edição 2019/20

postado em 17/04/2019 17:24 / atualizado em 17/04/2019 17:35

<i>(Foto: Luiz Ribeiro/divulgação)</i>
O Montes Claros Vôlei anunciou, nesta quarta-feira, que está praticamente garantido o seu retorno às quadras neste ano. Na temporada 2018/2019 da modalidade, devido à falta de estrutura financeira, a equipe esteve inativa e cedeu a sua vaga na Superliga Masculina para o Corinthians. Essa parceria já foi desfeita.

Se confirmado “o retorno do Pequi Atômico” na Superliga Masculina 2019/2020, Minas Gerais voltará a contar com três times na competição. A atual edição da Superliga – que está na final, disputada entre o Taubaté e o Sesi/SP - , contou com apenas duas equipes mineiras: o Cruzeiro e o Minas.

Este ano, o Montes Claros Vôlei comemorar dez anos do surgimento da primeira equipe profissional  de vôlei na cidade. Logo na sua estreia, o Pequi Atômico venceu o Campeonato Mineiro e foi vice-campeão da Superliga Masculina. Desde então, em várias edições do torneio nacional, a cidade do Norte de Minas foi campeã em presença de público no ginásio. 

Em entrevista coletiva, nesta quarta-feira, o gestor do Montes Claros Vôlei, Andrey Souza, disse que a volta da equipe às quadras está “99% garantida”, dependendo apenas de alguns ajustes. Uma das pendências é o acordo de patrocínio da Prefeitura de Montes Claros, envolvendo a cessão do Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves e um apoio na parte de logística: transporte, alimentação e hospedagem do elenco durante as viagens.

De acordo com Souza, as despesas de logística solicitadas à administração municipal estão orçadas entre R$ 200 mil e R$ 250 mil anuais, muito inferior aos valores desembolsados pela prefeitura em temporadas passadas, na ordem de R$ 750 mil/ano. Para a temporada 2019/2020, o projeto tem um orçamento de cerca de R$ 2 milhões, um dos mais baixos da Superliga Masculina. O clube também realiza um trabalho de mobilização de empresários e da comunidade em busca de patrocínios.

O gestor do Montes Claros Vôlei também anunciou parceria com o Cruzeiro. O clube de Belo Horizonte deverá ceder sete atletas de sua base ao Pequi Atômico. O resto do elenco deverá ser composto com contratações bancadas com recursos vindos de patrocinadores.

Também presidente da Associação dos Clubes de Vôlei do Brasil (ACV), Andrey Souza disse que a volta do Montes Claros é vista com bons olhos pelos demais clubes da Superliga Masculina. “Os outros clubes da Superliga também querem a volta do Montes Claros, pois a cidade conquistou um lugar de destaque no vôlei nacional, sobretudo, por causa da paixão da sua torcida”.

PROJETO SIMULTÂNEO COM FUTEBOL

Um diferencial do Montes Claros é que o projeto terá ligação com o futebol. O gestor Andrey Souza anunciou que reativará o Montes Claros Esporte Clube (MCEC) para a disputa da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro de Futebol 2019. A equipe local disputou o mesmo torneio em 2018.

Para acelerar a montagem do time de futebol, o Montes Claros Esporte Clube vem tentando parcerias com América, Atlético e agentes de jogadores. 

Apesar disso, a intenção é ter como base do elenco jogadores de Montes Claros e do Norte de Minas. Em maio, serão realizadas “peneiras” em busca de talentos.

A Segunda Divisão do Mineiro privilegia  jovens atletas. Cada equipe pode colocar em campo, no máximo, cinco jogadores acima de 23 anos.

Tags: montes claros masculina superliga interiormg futebol volei