UAI


Praia Clube joga para manter liderança, e Minas busca reação na Superliga

Time de Uberlândia recebe o Maringá, enquanto as minas-tenistas, mais cedo, terão pela frente o lanterninha da competição, Curitiba, fora de casa

23/11/2021 05:02
compartilhe
Único invicto na Superliga, Praia Clube aposta no fator casa para somar mais três pontos
foto: Praia Clube/Divulgação

Único invicto na Superliga, Praia Clube aposta no fator casa para somar mais três pontos


Os times mineiros voltam à quadra nesta terça-feira, pela sexta rodada da Superliga Feminina. O Praia, líder isolado, recebe o Maringá, às 19h, na Arena Praia, em Uberlândia. Mais cedo, o Minas busca a recuperação diante do lanterninha, Curitiba, às 16h30, na capital paranaense. As duas partidas terão transmissão do SporTV2.  

Favoritos ao título, Praia e Minas dominam a classificação da Superliga. O time de Uberlândia, invicto, com seis triunfos consecutivos, lidera de forma isolada, com 17 pontos. Na rodada anterior, a equipe do Triângulo ratificou a excelente performance neste começo de temporada ao bater o rival minas-tenista por 3 sets a 2, em BH. 

Com a derrota, o Minas, que perdeu a primeira na Superliga - e a quarta seguida para o rival de Uberlândia -, foi ultrapassado pelo Praia e ocupa o segundo lugar na classificação, com 14 pontos. Os dois times mineiros já disputaram seis partidas, já que ambos estarão em ação no Mundial de Clubes, na Turquia, entre 15 e 19 de dezembro próximo. 

Pela campanha dos adversários desta terça-feira, Praia e Minas não devem ter dificuldade para somar três pontos. O time de Uberlândia recebe o estreante Maringá, que só ganhou uma em cinco partidas e soma quatro pontos, em 10º. As minas-tenistas enfrentarão um rival em situação pior, já que o Curitiba perdeu os cinco jogos disputados e ainda não pontuou. É o lanterna da Superliga. 

CONFIANÇA NO LÍDER

No Praia Clube, a confiança está cada vez mais em alta. Campeão sul-americano, da Supercopa e Mineiro neste começo de temporada, a equipe de Uberlândia vai confirmando as projeções de que brigará firme pelo bi da Superliga. Um dos destaques do time, a levantadora Claudinha ressaltou que a concentração é um ponto forte. "Nosso bom momento é fruto do trabalho feito desde o primeiro contato da equipe. É incrível trabalhar com esse grupo. O foco é jogo a jogo, e contra o Maringá não será diferente", reiterou. 

Em busca da reação, Minas encara o lanterna e espera reencontrar o melhor jogo na temporada
foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Em busca da reação, Minas encara o lanterna e espera reencontrar o melhor jogo na temporada



REAÇÃO CONTRA O LANTERNA

No Minas, o técnico Nicola Negro espera que o time tenha assimilado bem a derrota no tie-break para o Praia. Ele disse que o ponto positivo é que a equipe, que saiu em desvantagem nos dois primeiros sets, buscou o empate e evitou tropeço pior em casa. "O nosso objetivo é conquistar o máximo de pontos possíveis contra o Curitiba e continuar brigando pela liderança da Superliga", pontuou.

"No último jogo começamos muito abaixo, mas o ponto positivo é que conseguimos reagir e jogar melhor do que o Praia em alguns momentos, principalmente entre o terceiro e quarto sets. Os números mostram que nós sacamos e recebemos melhor do que o Praia, mas erramos muito no ataque. Então o nosso foco é trabalhar ainda mais este fundamento", avaliou o italiano comandante minas-tenista.


Compartilhe