UAI

2

Contra o Praia, Carol Gattaz busca mais um título da Superliga pelo Minas

Capitã do Minas, central de 40 anos espera coroar mais uma temporada positiva com o tri da Superliga Feminina pelo clube de BH

20/04/2022 20:31 / atualizado em 20/04/2022 21:05
compartilhe
Papa-títulos com o Minas, Carol Gattaz busca o terceiro troféu da Superliga pelo clube de BH
foto: Cristiano Andujar/CBV

Papa-títulos com o Minas, Carol Gattaz busca o terceiro troféu da Superliga pelo clube de BH


Acostumada a levantar taças como capitã, a central Carol Gattaz ainda não sentiu esse gostinho pelo Minas, nesta temporada. Após os vices no Mineiro, Sul-Americano de Clubes, Supercopa e Copa Brasil, a experiente jogadora busca o troféu da Superliga Feminina, que seria o terceiro pelo clube. 

Segundo melhor time da fase de classificação, o Minas terá mais uma final contra o Praia Clube, que teve a melhor campanha. As equipes mineiras, no entanto, vão se enfrentar longe das respectivas cidades, já que a CBV marcou a série melhor de três da decisão para o Ginásio Nilson Nelson, em Brasília. A primeira partida será nesta sexta-feira, às 21h, com transmissão do SporTV2

Carol Gattaz foi peça fundamental nas conquistas da edições da Superliga em 2018/19 e 2020/21, ambas diante do Praia Clube. Na temporada 2019/20, a competição foi interrompida de forma precoce por causa da pandemia. Aos 40 anos, a central busca o tri da principal disputa nacional com a camisa minas-tenista. 

"Fico muito feliz de estar em mais uma decisão com o Minas. Este ano fizemos final de todas as competições que participamos e, apesar de não termos conquistado um título, foi importante estar no topo", afirmou Carol Gattaz, medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2021.

Nesta temporada, o Minas ainda não conseguiu superar o Praia: foi batido nas finais do Campeonato Mineiro, do Sul-Americano de Clubes e da Supercopa. Na primeira fase da Superliga, as minas-tenistas perderam as duas partidas para o rival de Uberlândia, ambas no tie-break, em BH e no Triângulo. 

Carol Gattaz encara o 'jejum' diante do Praia com naturalidade, já que se mostra consciente da dificuldade de ganhar um clássico, principalmente em uma decisão. "A rivalidade entre o Minas e o Praia já tem alguns anos. É muito legal a história que estamos construindo. Temos feito as finais dos últimos campeonatos e isso é muito bacana. Vai ser um jogo muito difícil. Os dois times chegam para a decisão em um bom momento depois de disputarem semifinais duras. Esses jogos vão ser decididos nos detalhes", projetou.

Aos 40 anos, central se mantém em grande forma e tem ataque mais eficiente da Superliga
foto: Orlando Bento/Minas

Aos 40 anos, central se mantém em grande forma e tem ataque mais eficiente da Superliga



A central teve mais um desempenho destacado pelo Minas, nesta Superliga. Ela lidera a estatística de melhor ataque da competição, com 56% de eficiência em cada set. E, além da experiência e liderança, contribuiu de forma decisiva nos bloqueios, formando um 'paredão' ao lado da também meio de rede Thaísa. 

Carol Gattaz disse que o bom rendimento é fruto de um trabalho de excelência com o Minas. "Fico muito feliz de aparecer bem nas estatísticas de ataque. Meus números ajudam a equipe e esse é o objetivo. Essa tem sido uma das melhores temporadas da minha carreira", destacou. 

"As minhas lesões estão controladas e eu não saí em nenhum jogo. Consegui me manter em alto nível e tenho que agradecer toda a equipe médica e a comissão técnica porque eles entendem tudo que eu preciso e o resultado tem sido muito positivo", acrescentou a central, que além dos dois títulos da Superliga, conquistou o tri do Sul-Americano de Clubes (2018, 2019 e 2020), foi bi da Copa Brasil (2019 e 2021) e faturou três vezes o Mineiro 2017, 2018 e 2020).

SUPERLIGA FEMININA


FINAIS

Praia Clube x Minas - sexta, 22, às 21h, no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília

Minas x Praia Clube - sexta-feira, 29, às 21h, no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília

Praia Clube x Minas - terça-feira (3 de maio), às 21h30, no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília *

*Se necessário

Compartilhe