GRUPO D

Centenas de uruguaios promovem 'carnaval' antecipado em Natal para recepcionar Celeste

Música, gritos de incentivo e multidão tomaram conta do hotel da Seleção Uruguaia

postado em 22/06/2014 19:43 / atualizado em 23/06/2014 09:10

Luiz Martini/Superesportes

Luiz Martini

Enviado especial a Natal

Quem passou pela via costeira de Natal na noite deste domingo observou a formação de dois tons de azul diferentes. De um lado, o Oceano Atlântico que banha a bela capital potiguar, e do outro as camisas da Celeste Olímpica. Centenas de torcedores da seleção promoveram um “carnaval” para recepcionar os compatriotas.

Em uma mistura de samba e cânticos de “Sou Celeste, Celeste até morrer” e “Voltaremos a ser campeões, assim como na primeira vez” (alusivo ao título de 1950), os torcedores uruguaios mobilizaram as atenções. O cordão de isolamento da Polícia Militar protegeu a chegada dos jogadores, que, do ônibus, viram a torcida acompanhar até outra portaria do hotel.

De longe, os uruguaios acompanharam as entradas de seus ídolos no hotel. Os atletas retribuíram o carinho acenando da sacada. O mais assediado foi Luis Suárez, herói na vitória de virada sobre a Inglaterra, com dois gols.

Um grupo de uruguaios viajou cinco mil quilômetros de van de Montevidéu a Natal, passando pelo jogo de Fortaleza e outros pontos turísticos do Brasil, para acompanhar o confronto decisivo desta terça-feira, diante da Itália, às 13h, na Arena das Dunas. Gustavo Teleyo contou a experiência de cruzar as rodovias da América de Sul.

“Foi incrível. Saímos no dia 1° de junho e hoje estamos aqui. Vale tudo pela Celeste e a dupla Cavani e Suárez é sensacional”, disse.



Há três anos no Brasil, a estudante Eugenia Blanco, de 21 anos, mora na capital do Rio Grande do Norte, e comemorou a chance de ver o Uruguai jogar em sua nova cidade. Ela veio com um grupo de amigas para receber os jogadores.

“É muito bom ver meu país invadir o Brasil desse jeito. Também somos festeiros e sabemos comemorar com as nossas músicas”, revelou.

A Celeste faz um treino de reconhecimento no estádio nesta segunda-feira, às 14h30. O técnico Óscar Tabárez não deve dar pistas da escalação. No último jogo, com dores no joelho, Lugano foi vetado. Porém, o atacante Luis Suárez, destaque na vitória contra os ingleses, é presença certa e esperança da classificação às oitavas. Para não deixar a Copa, o Uruguai precisa vencer a Itália. O resultado de empate dá a vaga à Azzurra.

Considerado uma espécie de mata-mata da fase de grupos, o jogo entre Itália e Uruguai mobilizou a imprensa internacional. Em frente ao hotel da Celeste havia jornalistas de várias nacionalidades. Já os europeus chegaram na sexta-feira e fizeram um treinamento aberto no Estádio Frasqueirão, nesse sábado. O técnico Cesare Prandelli tem como dúvida a presença dp volante De Rossi, pois o jogador se lesionou, e também pode mexer no setor ofensivo, que não rendeu na derrota por 1 a 0 para a Costa Rica.

Tags: natal uruguai itália copa2014 uruguaios assédio Copa do Mundo Arena das Dunas