NÁUTICO

Náutico sai na frente, mas cede empate ao ABC e perde dois pontos no estádio dos Aflitos

Timbu abriu vantagem no primeiro tempo, mas entrou desatento após o intervalo e deixou vitória escapar ao tomar gol de falta

postado em 29/06/2019 19:02 / atualizado em 29/06/2019 20:42

<i>(Foto: Léo Lemos/CNC)</i>
Depois de derrota no Clássico das Emoções, contra o Santa Cruz, o Náutico voltou a campo para o primeiro de dois jogos seguidos nos Aflitos buscando a vitória para retornar ao G4. E tudo pareceu se desenhar para isso na primeira etapa. O Timbu dominou e acabou saindo na frente, mas ao voltar desatento para o segundo tempo foi surpreendido pelo ABC e acabou a partida com um empate amargo e o sabor de dois pontos desperdiçados.

Com o resultado, o segundo empate consecutivo em casa, o Náutico se manteve na sétima posição com 12 pontos ganhos e retorna a campo ainda na quarta-feira, nos Aflitos, contra o Botafogo-PB, às 19h. Já o ABC continua sua luta contra o rebaixamento contra o Treze, no próximo sábado, às 18h, em Natal. 

O jogo

Fora do G4 e com dois jogos seguidos nos Aflitos, o Náutico precisava do resultado positivo para não deixar desgarrar os times na zona de classificação para o mata-mata da Série C. Por isso, Gilmar Dal Pozzo posicionou seu time de modo a pressionar o ABC no seu campo de defesa para abrir o placar rapidamente. 

Nos primeiros minutos, o que se viu foi a equipe alvirrubra utilizando-se da velocidade pelas pontas para criar as chances de ataque, os potiguares por sua vez, marcavam forte e partiam no contragolpe para incomodar a defesa Timbu. Apesar do maior ímpeto ofensivo, os pernambucanos pouco produziram ofensivamente na primeira metade da etapa inicial.  

Comandados pelo velho conhecido da torcida do Náutico, Roberto Fernandes, o ABC fazia boa partida e em alguns momentos era até mais perigoso que Náutico. Porém, aos 31 minutos, o Náutico, que vinha melhorando, depois que Luiz Henrique passou a aparecer mais para ajudar na transição ofensiva, acabou encaixando a sua jogada pela lateral do campo. Hereda fez bom cruzamento para o atacante Thiago, que bateu de primeira e o goleiro Saulo aceitou. 

Com o gol, o Náutico passou a se resguardar um pouco mais na defesa, mas sempre saindo com muita velocidade, especialmente com Thiago e Matheus Carvalho. O ABC passou a sair um pouco mais e teve sua grande chance aos 44, quando Dione arriscou de longe para excelente defesa de Jefferson, que garantiu a vantagem parcial do Timbu.

Segundo Tempo

Na segunda etapa, o panorama voltou diferente. O ABC veio com maior força ofensiva e passou a jogar no campo do Náutico, enquanto o Timbu se segurava um pouco mais na defesa em busca de encaixar o contra-ataque. Enxergando a possibilidade de empatar a partida, o técnico Roberto Fernandes tirou o volante Wenderson e acionou o centroavante Rodrigo Rodrigues. 

Porém, não houve nem tempo da alteração fazer efeito em campo, pois o ABC conseguiu logo o empate. Jhonnatan fez falta na entrada da área e Ivan bateu com perfeição para estufar as redes de Jefferson e empatar a partida. 

Com o gol, os dois treinadores fizeram movimentos opostos. Roberto Fernandes recompôs o meio-campo do ABC, colocando o volante Caio na vaga do atacante Jefinho. Já Dal Pozzo, retirou o volante Luiz Henrique e colocou Neto Pessôa, trazendo Wallace Pernambucano para jogar na articulação do time. Uma tentativa de retomar a intensidade da equipe, que não estava sendo demonstrada no segundo tempo. 

A mudança fez com que o Náutico retome o controle das ações ofensivas na partida, mas o ABC continuou sendo perigoso em descidas no contragolpe. Aos 28, Thiago teve uma grande oportunidade ao receber a bola na entrada da área e chutar para muito longe. Dois minutos depois, Hereda chegou na linha de fundo e cruzou, Matheus Carvalho faz o corta luz e a bola chega para o artilheiro Wallace Pernambucano, que com o goleiro batido, desperdiça mais uma chance. 

Gilmar Dal Pozzo ainda colocou o atacante Rafael Oliveira na vaga de Luiz Henrique para aumentar a presença física na área e poder do Timbu nas bolas aéreas. Com o passar do tempo, o Náutico continuou criando chances, mas sem conseguir desempatar a partida. 

Ficha do Jogo

Náutico 1
Jefferson; Hereda, Rafael Ribeiro, Fernando Lombardi e Wilian Simões; Josa, Jhonnatan (Wagninho) e Luiz Henrique (Neto Pessôa); Thiago, Matheus Carvalho (Rafael Oliveira) e Wallace Pernambucano. Técnico: Gilmar Dal Pozzo. 

ABC 1
Saulo; Ivan, Joécio, Richardson e Guilherme; Anderson Pedra; Wenderson (Rodrigo Rodrigues), Anderson Rosa (Xavier); Dione, Moisés e Jefinho (Caio). Técnico: Roberto Fernandes

Local: Estádio dos Aflitos, em Recife
Árbitro: Lucas Canetto Bellote (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)
Gols: Thiago aos 33’ do 1º tempo (Náutico); Ivan aos 14’ do 2º tempo (ABC)
Cartões amarelos: Thiago, Jhonnatan, Josa (Náutico); Anderson Rosa, Guilherme, Saulo, Dione (ABC)