UAI

2

Atlético-GO bate Flamengo, mas fica a uma posição da vaga na Libertadores

Dragão faz o dever de casa, mas fecha o Brasileiro atrás de Fluminense e América

10/12/2021 00:39
compartilhe
Lucão abriu o placar para o Dragão, que fez o dever de casa, mas ficou fora da Libertadores
foto: Bruno Corsino/ACG

Lucão abriu o placar para o Dragão, que fez o dever de casa, mas ficou fora da Libertadores


Em jogo válido pela última rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético-GO bateu o Flamengo por 2 a 0, com gols de Lucão e Toró, mas a vitória desta quinta-feira (9), no Estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO), foi insuficiente na luta do Dragão para ir à Libertadores. A equipe goiana terminou na nona colocação, empatada em pontos com o América, que ficou com a última vaga ao derrotar o São Paulo, por 2 a 0, no Independência.



A partida em Goiânia não teve grandes emoções, mas venceu a equipe mais organizada em campo. Com muitos meninos da base, o Fla lutou, se desdobrou na marcação, porém faltou inspiração e bagagem para voltar para casa com um resultado melhor.

A partir de agora, as equipes entram de férias e miram a temporada de 2022. Os cariocas fecham 2021 com um gosto amargo na boca, enquanto os goianos festejam a boa campanha na Série A.

Destaque da partida, o atacante Janderson foi a melhor alternativa de escape do Dragão, que apostou em seu camisa 11 para tentar abrir um retrancado Flamengo. O jogador fez mais barulho pelo lado direito e impediu Renê de subir um pouco mais. Na base da velocidade, ele deixou Piris da Motta e Léo Pereira pendurados.

Os donos da casa começaram o jogo tomando conta das ações e se aproveitando de um rival que entrou remendado em campo. A impressão inicial, no entanto, logo se apagou, já que os goianos passaram a circular a bola sem objetividade e foram muito pouco agressivos. Quando a partida estava igual, Marlon Freitas encontrou Lucão, que cabeceou firme para abrir o placar. O resultado não foi suficiente para garantir a equipe na Libertadores, mas garantiu a festa dos torcedores.

Acuados na primeira etapa, os jovens do Flamengo se soltaram um pouco mais na etapa final e endureceram a partida. Com a subida de produção de nomes como Lázaro e Wesley, a equipe levou mais perigo e passou a preocupar mais o rival. No geral, o Fla cumpriu uma atuação sem brilho, mas a equipe se desdobrou na marcação e leva na bagagem uma quilometragem importante para 2022.

CRONOLOGIA DO JOGO

Aos 23 minutos do segundo tempo, o árbitro Paulo Roberto Alves Jr. assinalou pênalti em toque de braço de Noga dentro da área. Ele foi ao VAR e mudou sua decisão. Aos 36, Lucão subiu bem de cabeça e abriu a conta. Aos 46, Toró recebeu sem marcação e só tocou para ampliar.

ATLÉTICO-GO 2 x 0 FLAMENGO


ATLÉTICO-GO
Fernando Miguel; Arnaldo, Éder (Wanderson), Oliveira e Arthur Henrique; Marlon Freitas, Willian Maranhão (André Luís) e Rickson (Toró); Baralhas, Brian Montenegro (Lucão) e Janderson (André Lima)
Técnico: Marcelo Cabo

FLAMENGO
Hugo Souza; Wesley, Noga, Bruno Viana (Werton) e Léo Pereira; Wesley, João Gomes, Piris da Motta, Lázaro (Matheus França) e Renê; André Luiz (Thiaguinho) e Vitor Gabriel (Ryan Luka)
Técnico: Maurício Souza

Local: Estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO)
Juiz: Paulo Roberto Alves Jr. (PR)
GOLS: Lucão, aos 36min do 2ºT; Toró, aos 46min do 2ºT
Cartões amarelos: Léo Pereira, Piris da Motta (Flamengo); Maranhão, Oliveira, Rickson, Marlon Freitas (Atlético-GO)

Compartilhe