UAI

2

Fábio falha, mas Fluminense vence Olimpia e sai na frente na Libertadores

Goleiro, ex-Cruzeiro, erra feio e dá empate aos paraguaios, mas tricolor vence bem no Nilton Santos e abre vantagem

09/03/2022 23:53 / atualizado em 10/03/2022 00:05
compartilhe
Com casa cheia no Nilton Santos, Fluminense leva susto com falha de Fábio, mas garante vantagem
foto: Lucas Merçon/Fluminense

Com casa cheia no Nilton Santos, Fluminense leva susto com falha de Fábio, mas garante vantagem

 
O Fluminense ficou perto da fase de grupos da Libertadores. Nesta quarta-feira, os tricolores venceram por 3 a 1 o Olímpia, no Estádio Nilton Santos. Os donos da casa abriram o placar no início com Germán Cano, mas viram o time paraguaio empatar em seguida, com Delis González, após falha de Fábio. No segundo tempo, o tricolor melhorou e chegou a vitória com gols de Luiz Henrique e novamente Germán Cano.

As duas equipes voltam a se encontrar na próxima quarta-feira, em Assunção. O Fluminense pode perder por um gol de diferença que vai avançar a Fase de Grupos da Libertadores.



O JOGO 


O Fluminense sofreu nos primeiros minutos com a marcação do Olímpia. No entanto, os tricolores criaram a primeira chance em chute de Yago, que desviou e foi pela linha de fundo. Na cobrança de escanteio, aos dez minutos, os donos da cassa abriram o placar. Luiz Henrique escorou e Germán Cano apareceu para mandar de cabeça para a rede.

Quando parecia que o Fluminense teria tranquilidade na partida, o Olímpia chegou ao empate, aos 13 minutos. Fábio errou na saída de bola e tocou no pé de Derlis González, que mandou para o gol.

O revés foi sentido pelo Fluminense, que não conseguia mais organizar bons avanços. No entanto, o Olímpia passou a aproveitou os espaços e quase virou aos 27 minutos. Derlis González foi lançado, levou a melhor sobre Yago, mas parou em boa defesa de Fábio.

O Fluminense só voltou a assustar aos 39 minutos, com Willian. Só que o atacante chutou fraco, em cima de Olivera. Só que o Olímpia soube se segurar e manteve a igualdade até o intervalo.

No segundo tempo, o Fluminense não deu tempo do Olímpia respirar e marcou logo com um minuto. Luiz Henrique fez grande jogada, enfileirou marcadores e chutou com categoria para a rede.

Os donos da casa aproveitaram o momento para pressionar, mas só levaram perigo em chute de longe de Cano. Aos poucos, o Olímpia melhorou e quase empatou aos 20 minutos. Após cobrança de falta na área, Salcedo cabeceou para grande defesa de Fábio.

O susto fez o Fluminense melhorar e foi recompensado aos 22 minutos. Willian finalizou, Oliveira deu rebote e Germán Cano apareceu para empurrar para a rede.

Com a vantagem no placar, o Fluminense recuou e permitiu que o Olímpia buscasse o ataque. Os paraguaios tiveram chances de diminuir o marcador, mas pararam em boas defesas de Fábio. Assim, os donos da casa mantiveram a boa vantagem para o confronto de volta, em Assunção.

FLUMINENSE 3 x 1 OLiMPIA


FLUMINENSE
Fábio, Nino, Felipe Melo e David Braz; Calegari, André, Yago e Cristiano; Luiz Henrique (Jhon Arias), Willian Bigode (Pineida) e Germán Cano (Ganso)
Técnico: Abel Braga

OLIMPIA
Gastón Olveira, Víctor Salazar, Saúl Salcedo, Antolín Alcaraz e Iván Arturo Torres; Alejandro Silva (Otálvaro), Marcos Ezequiel Gómez (Quintana), Fernando Cardozo e Richard Ortiz; Derlis González e Jorge Recalde (Camacho)
Técnico: Julio César Cáceres
 
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 9 de março de 2022 (Quarta-feira)
Árbitro: Facundo Tello (Argentina)
Assistentes: Maximiliano del Yesso (Argentina) e Facundo Rodríguez (Argentina)
Renda: R$ 1.134.140,00
Público: 30.531 pagantes
Cartões amarelos: Germán Cano (Fluminense); Salcedo, Olivera, Ortiz, Torres e Salazar (Olímpia)
GOLS: Germán Cano, 10, Derlis González, aos 13min do 1ºT; Luiz Henrique, a 1min, e Gemán Cano, aos 22min do 2ºT

Compartilhe