Basquete

MINAS

Leandrinho deixa Minas e carreira como jogador para ser auxiliar-técnico na NBA

Clube tinha renovado com o ala-armador para a temporada 2020/2021

postado em 14/09/2020 16:14 / atualizado em 14/09/2020 16:53

(Foto: Reprodução/Instagram Leandrinho Barbosa)
O experiente ala-armador Leandrinho, de 37 anos, não é mais jogador do Minas. O então atleta também optou por encerrar a carreira dentro das quadras para virar auxiliar-técnico do Golden State Warriors, da NBA. A decisão foi tomada após um convite de Steve Kerr, treinador da equipe.

Leandrinho retornará à franquia onde foi campeão da NBA na temporada 2014/2015, comandado pelo mesmo Steve Kerr. O agora ex-jogador já tinha avisado do convite ao Minas, que tinha renovado o vínculo para o NBB da temporada 2020/2021. O clube desejou sorte ao agora auxiliar do Warriors.
 
"Ele teve uma proposta única, com estabilidade. Ficamos tristes, um ótimo profissional, mas honrados em saber que foi um atleta que esteve aqui com a gente. Felizes também que ele terá essa oportunidade. O Leandrinho já tinha me dito que seria a última temporada dele, a gente já sabia. Ele conversou com a gente, tentou ainda ir somente em junho do ano que vem, mas o Warriors estava precisando de imediato. Só temos a agradecer e desejamos tudo de bom, as portas estão abertas", disse Alexandre Cunha, diretor de basquete do Minas, ao Superesportes.
 
No Warriors, Leandrinho será o "Player Mentor Coach" e trabalhará a parte individual dos atletas, especialmente com os mais jovens. O jogador, que começou a carreira em 1999, jogou na NBA de 2003 a 2017, ano em que retornou ao Brasil. Ele também defendeu a Seleção Brasileira de 2002 até 2019.
 
Leandrinho é o único brasileiro a vencer um prêmio individual na NBA. Na temporada 2006/2007, no Phoenix Suns, ele foi eleito o melhor sexto homem da liga. Na carreira, o ala-armador defendeu 11 equipes (Palmeiras, Bauru, Phoenix Suns-EUA, Toronto Raptors-CAN, Flamengo, Indiana Pacers-EUA, Boston Celtics-EUA, Pinheiros, Golden State Warriors, Franca e Minas).
 
Pela Seleção Brasileira, Leandrinho disputou dois Jogos Olímpicos (Londres-2012 e Rio-2016) cinco Copas do Mundo (2002-Estados Unidos, 2006-Japão, 2010-Turquia, 2014-Espanha e 2019-China). Nas redes sociais, o agora ex-jogador Leandrinho falou da carreira e do novo desafio no Golden State Warriors.
 
Ver essa foto no Instagram

Não sei dizer o momento exato que o basquete entrou na minha trajetória, mas há mais de 20 anos minha vida gira em torno da bola laranja. Qualquer atleta de alto rendimento sabe do que estou falando, mas para a grande maioria das pessoas é importante explicar que isso significa abrir mão de muita coisa por muito tempo, escolhas difíceis, sacrifícios... um preço salgado que é pago pelo gosto doce da vitória. Me considero um vencedor. Saí da periferia para fazer 850 jogos na maior liga de basquete do planeta e mais de 100 jogos* defendendo o meu país. Quatro Copas do Mundo, dois Jogos Olímpicos, tenho um anel de Campeão da NBA, fui o primeiro brasileiro a receber um prêmio individual na NBA, fui Campeão Brasileiro... Caramba! Não tem como não me orgulhar. Acredito que consegui jogar em alto nível durante todos esses anos, tanto que me despeço como maior pontuador do último NBB. Estou pronto para um novo começo, uma nova caminhada, de novo com a bola laranja nas mãos. A transição será rápida, como sempre foi. É uma enorme alegria anunciar meu retorno ao Golden State Warriors, como Player Mentor Coach.Tenho certeza que me sentirei em casa, afinal, foi assim como jogador e tem sido assim desde então. Não poderia estar mais motivado, sei que estarei rodeado de profissionais brilhantes e farei tudo que estiver ao meu alcance para colaborar com o desenvolvimento de jogadores e toda a organização. Agradeço pelo convite e pela confiança no trabalho que posso desempenhar. For English version in comments..

Uma publicação compartilhada por Leandrinho Barbosa (@theblurbarbosa) em

"Não sei dizer o momento exato que o basquete entrou na minha trajetória, mas há mais de 20 anos minha vida gira em torno da bola laranja. Qualquer atleta de alto rendimento sabe do que estou falando, mas para a grande maioria das pessoas é importante explicar que isso significa abrir mão de muita coisa por muito tempo, escolhas difíceis, sacrifícios... um preço salgado que é pago pelo gosto doce da vitória.

Me considero um vencedor.  Saí da periferia para fazer 850 jogos na maior liga de basquete do planeta e mais de 100 jogos* defendendo o meu país. Quatro Copas do Mundo, dois Jogos Olímpicos, tenho um anel de Campeão da NBA, fui o primeiro brasileiro a receber um prêmio individual na NBA, fui Campeão Brasileiro... Caramba!  Não tem como não me orgulhar. Acredito que consegui jogar em alto nível durante todos esses anos, tanto que me despeço como maior pontuador do último NBB.

Estou pronto para um novo começo, uma nova caminhada, de novo com a bola laranja nas mãos. A transição será rápida, como sempre foi.  É uma enorme alegria anunciar meu retorno ao Golden State Warriors, como Player Mentor Coach.Tenho certeza que me sentirei em casa, afinal, foi assim como jogador e tem sido assim desde então. Não poderia estar mais motivado, sei que estarei rodeado de profissionais brilhantes e farei tudo que estiver ao meu alcance para colaborar com o desenvolvimento de jogadores e toda a organização.  Agradeço pelo convite e pela confiança no trabalho que posso desempenhar".

Tags: basquete leandrinho minas nba maisesportes