UAI

2

Tradicional rodada de Natal da NBA acontece em meio à pressão da COVID-19

Atual temporada tem sido diretamente impactada pelos novos casos de coronavírus, com mais de 140 jogadores infectados

25/12/2021 09:37
compartilhe
Curry, candidato a MVP desta temporada, deve atuar nesta rodada de Natal
foto: Tim Nwachukwu/AFP

Curry, candidato a MVP desta temporada, deve atuar nesta rodada de Natal

A NBA passou nessa sexta-feira, véspera de Natal, pelo segundo dia de pausa desta temporada - o primeiro dia sem jogos foi em 25 de novembro, por conta do feriado do Dia de Ação de Graças. A pausa deste ano para a rodada de Natal, sempre aguardada pelos fãs de basquete em todo o mundo, foi diferente, com uma pressão por uma pausa maior.

Isso porque a liga, mesmo com liberação de torcida nos ginásios, continua sofrendo com a pandemia de COVID-19, que atormenta o mundo desde março de 2020 e fez a NBA passar por adaptações desde então - com uma temporada finalizada em formato de bolha e a seguinte com número reduzido de partidas, com início dois dias antes do Natal. Na atual temporada, já foram nove duelos adiados por conta do protocolo de saúde estabelecido.

O número de atletas que perderam alguma partida por conta do protocolo de saúde para a COVID-19 superou 140 neste mês. A NBA não obrigou a vacinação dos atletas contra o coronavírus, mas a porcentagem de atletas vacinados era de 96% no início da temporada, em 19 de outubro, o que preserva a saúde da grande maioria dos infectados.

Lakers, de LeBron James, tem patinado nesta temporada e ainda não engrenou
foto: Harry How/AFP

Lakers, de LeBron James, tem patinado nesta temporada e ainda não engrenou

A organização NBA afirmou que, até então, não iria paralisar a temporada, mesmo com vários times desfalcados por conta da contaminação, especialmente, pela variante Ômicron da COVID-19. Somente cinco das 30 equipes ainda não perderam algum atleta por conta do protocolo de saúde, e a liga até reduziu o tempo de quarentena dos jogadores que entraram no protocolo para que os dez times envolvidos na rodada de Natal atuassem com o que há de melhor no elenco.

Estrelas como o armador e favorito ao prêmio de melhor jogador da temporada Stephen Curry, do Golden State Warriors, o ala LeBron James, do Los Angeles Lakers, o pivô sérvio e melhor jogador da liga na última temporada Nikola Jokic, do Denver Nuggets, o armador Chris Paul e o ala-armador Devin Booker, do Phoenix Suns, o ala Jayson Tatum, do Boston Celtics, o ala-armador James Harden, do Brooklyn Nets, e o pivô francês Rudy Gobert, do Utah Jazz, estão confirmados.

Já outros astros, como o ala-pivô grego Giannis Antetokounmpo, do Milwaukee Bucks, o armador Trae Young, do Atlanta Hawks, o armador esloveno Luka Doncic, do Dallas Mavericks, e o ala Kevin Durant, do Nets, são dúvidas por conta do protocolo de COVID. Há expectativa de como a NBA vai lidar com esses casos para os jogos do Natal. Há ainda os atletas com lesões físicas e "convencionais", como o ala-pivô Anthony Davis, e o armador Derrick Rose, do Knicks.

Nets foi uma das equipes que sofreu com a COVID nesta temporada, afastando suas duas principais estrelas por conta dos protocolos: James Harden, que deve atuar no Natal, e Kevin Durant, que deve ficar de fora. Há ainda o caso do armador Kyrie Irving, afastado por não ter tomado a vacina, mas que foi chamado para atuar nas partidas fora de casa em meio ao caos da COVID
foto: Michelle Farsi/AFP

Nets foi uma das equipes que sofreu com a COVID nesta temporada, afastando suas duas principais estrelas por conta dos protocolos: James Harden, que deve atuar no Natal, e Kevin Durant, que deve ficar de fora. Há ainda o caso do armador Kyrie Irving, afastado por não ter tomado a vacina, mas que foi chamado para atuar nas partidas fora de casa em meio ao caos da COVID

O primeiro dos cinco jogos do Natal será às 14h (de Brasília), entre Knicks, 12º da Conferência Leste, e Hawks, décimo da mesma conferência, em Nova York. Às 16h30, em Milwaukee, o Bucks, atual campeão e terceiro do Leste, recebe o Celtics, oitavo da mesma conferência.

Depois, os líderes da Conferência Oeste se enfrentam em Phoenix. O Suns, líder e atual vice-campeão, recebe o Warriors. Às 22h, em Los Angeles, o Lakers, sexto do Oeste, recebe o Nets, líder do Leste. Por fim, já às 00h30 de sábado, o Jazz, terceiro do Oeste, recebe o Mavericks, sétimo da mesma conferência. Todas as partidas serão transmitidas na TV brasileira pela ESPN, canal por assinatura.
 

A temporada 


Caso não seja paralisada por motivos extraordinários, a NBA só vai parar para o Jogo das Estrelas, sem partidas entre 18 e 23 de fevereiro de 2022 e com o All-Star no dia 20. Depois, há um sprint final até o fim da temporada regular, em 10 de abril, com início em 16 do mesmo mês, após disputa da repescagem, o play-in, entre os times colocados entre sexta e décima posições das determinadas conferências. As finais da NBA estão programadas para terem início em 2 de junho.

Compartilhe