UAI

2

LeBron James é primeiro jogador ativo da NBA a acumular US$ 1 bilhão

Astro do Los Angeles Lakeres se tornou primeiro atleta em atividade na liga dos EUA a alcançar faturamento bilionário na carreira

02/06/2022 19:02
compartilhe
De acordo com a Forbes, LeBron é o primeiro bilionário em atividade na NBA
foto: Michael Tran/AFP

De acordo com a Forbes, LeBron é o primeiro bilionário em atividade na NBA


LeBron James, a superestrela dos Los Angeles Lakers, se tornou o primeiro jogador em atividade da história da NBA a acumular uma fortuna de US$ 1 bilhão, informou a revista Forbes nesta quinta-feira.

A publicação ressaltou que a única outra figura da NBA a superar a marca de US$ 1 bilhão foi Michael Jordan, porém apenas em 2014, mais de uma década depois de se aposentar do basquete, graças ao investimento na franquia Charlotte Hornets.

LeBron, de 37 anos, é considerado um dos maiores jogadores de todos os tempos da NBA, com quatro títulos, quatro prêmios de MVP (jogador mais valioso) das finais e 18 vezes selecionado para o All-Star Game.

O também segundo maior pontuador da história da liga americana de basquete conseguiu maximizar sua carreira e seus negócios até acumular mais de US$ 1,2 bilhão, calculou a Forbes.

Na NBA, LeBron recebeu mais de US$ 385 milhões em salários nas três equipes em que atuou em seus 19 anos de liga: Cleveland Cavaliers, Miami Heat e Los Angeles Lakers.

Fora das quadras, o jogador faturou mais de US$ 900 milhões em patrocínios, investimentos e outros projetos, como sua participação no filme "Space Jam: Um Novo Legado". Além disso, seu investimento na rede de restaurantes Blaze Pizza é estimado em US$ 30 milhões, enquanto seus US$ 80 milhões em imóveis incluem duas casas em Los Angeles e uma mansão em sua cidade natal, Akron (Ohio).



Fora dos playoffs

LeBron viveu na última temporada uma campanha turbulenta com os Lakers, ficando fora dos playoffs pela quarta vez em sua carreira. Ainda assim, em maio deste ano ele apareceu na segunda posição da lista anual de atletas mais bem pagos da Forbes, com US$ 121,2 milhões, sendo superado apenas pelo craque argentino Lionel Messi, do Paris Saint-Germain, com US$ 130 milhões.

Compartilhe