UAI


Morre a goleira Carol Aquino, que teve passagens por Cruzeiro e América

Causa do falecimento, ocorrido nesta segunda-feira, teria sido suicídio

04/10/2021 22:43 / atualizado em 04/10/2021 23:25
compartilhe
Carol Aquino, de 25 anos, teve rápida passagem pelo Cruzeiro e também defendeu o América
foto: Igor Sales/Cruzeiro

Carol Aquino, de 25 anos, teve rápida passagem pelo Cruzeiro e também defendeu o América


O futebol feminino está de luto. Morreu nesta segunda-feira a goleira Carol Aquino, de 25 anos, que teve passagens por clubes mineiros como Cruzeiro, América e Ideal, de Ipatinga. A causa do falecimento da atleta não foi divulgado, mas teria sido suicídio devido a um quadro de depressão. Ela atuava pelo Realidade Jovem, de São José do Rio Preto, interior paulista. 

Carol Aquino teve uma passagem breve pelo Cruzeiro, que a contratou em janeiro deste ano. Ela ficou apenas dois meses no clube e rescindiu o vínculo em março. Antes, a goleira vestiu a camisa de Grêmio, entre 2017 e 2018, América (2019), Botafogo e Ideal, de Ipatinga, em 2020, antes de acertar com a Raposa. A jogadora também teve convocações para a Seleção Brasileira Sub-17. 

Clubes em que a atleta atuou se manifestaram pela internet. O Botafogo divulgou nota oficial: "O Botafogo de Futebol e Regatas e o Departamento de Futebol Feminino lamentam profundamente o falecimento da atleta Carolina Aquino, que representou a camisa alvinegra em 2019. Desejamos conforto à família e amigos neste momento delicado."



O Cruzeiro, por meio do Twitter, também lamentou a morte da goleira. "Lamentamos o falecimento da nossa ex-atleta Carol Aquino, ocorrido nesta segunda-feira. Aos amigos e familiares, desejamos muita luz e força neste momento de tristeza e luto", escreveu o clube celese em seu perfil oficial, acompanhado da foto da atleta com a camisa estrelada. 



O América, outro clube mineiro defendido pela goleira, também lamentou a triste notícia do falecimento. "O América Futebol Clube lamenta o falecimento da goleira Carol Aquino, de 25 anos, que defendeu a camisa do Coelho em 2019", publicou o perfil oficial do Coelho no Twitter.





Suicídio


O site da Secretaria de Esportes de Peixoto de Azevedo, no Mato Grosso, terra natal da goleira, divulgou que ela teria tirado a própria vida, após um quadro de depressão. Ela começou a carreira no esporte no futsal na cidade mato-grossense, até migrar da quadra para o campo. Ex-treinador da jogadora, Lenilton Mardine Neto comentou sobre a trágica morte.
 
"Estou muito triste, muito mesmo, para mim foi um choque, tinha um enorme carinho por ela, vai deixar saudades, sempre me respeitou e sempre teve muito carinho por mim, que ao lado Deus ela descanse em paz" disse o treinador ao site da Secretaria de Esportes de Peixoto de Azevedo. 

Compartilhe