UAI

2

Atlético-GO vence Antofagasta-CHI e mantém liderança na Copa Sul-Americana

Dragão bate time chileno em casa e segue na primeira posição do Grupo F, com 12 pontos, mas ainda pode ser alcançado pela LDU na rodada

17/05/2022 23:36
compartilhe
Em casa, Atlético-GO faz o papel diante do Antofagasta e lidera grupo
foto: Evaristo Sá/AFP

Em casa, Atlético-GO faz o papel diante do Antofagasta e lidera grupo


O Atlético-GO segue bem na Sul-Americana. Nesta terça-feira, o time bateu o Antofagasta-CHI em casa por 1 a 0, pela quinta rodada da fase de grupos. Líder da chave, o time poderia ter feito mais gols, mas perdeu muitas chances.

Com o resultado, o Dragão vai a 12 pontos e fica na liderança do Grupo F. O time pode, no entanto, ser alcançado pela LDU, que ainda enfrenta o Defesa y Jusitica nesta rodada. Assim, a classificação será definida na última rodada da primeira fase, quando Atlético-GO e LDU se enfrentam na casa dos equatorianos.

Agora, o time goiano passa a focar no Campeonato Brasileiro. No sábado, às 16h30 (de Brasília), o time recebe o Coritiba pela sétima rodada da competição, buscando sair da zona de rebaixamento.

O JOGO


A primeira grande chance do jogo foi do Antofagasta, aos sete minutos de jogo, quando Manuel López aproveitou falha grave de Edson e conseguiu chute cara a cara com Ronaldo. O goleiro do Atlético-GO, no entanto, fez grande defesa.

Depois deste lance, só deu Atlético-GO. Logo na sequência, aos 11 minutos, Hayner recebeu cruzamento de Edson, partiu para cima da defesa e encontrou Jorginho. O meia matou no peito e finalizou de canhota para abrir o placar com um belo gol.

A partir daí, o Dragão somou chances desperdiçadas. Em rebote, Baralhas mandou para fora aos 16. Aos 20, Léo Pereira parou no goleiro e, cinco minutos depois, Jorginho carimbou o travessão. No último lance de perigo do primeiro tempo, Churín chutou na própria perna e perdeu grande chance. Assim, o jogo foi para o intervalo com o 1 a 0 no placar, mas poderia ser mais.

No segundo tempo, o Atlético-GO começou com boa oportunidade de Hayner, mas o jogo logo ficou mais morno do que na etapa inicial. O duelo, assim, seguiu equilibrado, mas o destaque negativo do jogo foi Churín, que perdeu chances importantes e saiu vaiado pela torcida.

Na sequência da segunda etapa, Baralhas e Rickson ainda tiveram boas chances para ampliar, mas desperdiçaram. O Atlético-GO seguiu apertando até o fim, mas não conseguiu ampliar o resultado. Fim de jogo e vitória por 1 a 0.

Compartilhe