UAI


Athletico empata no fim, e Chapecoense segue sem vencer em casa na Série A

Furacão sonha com Libertadores, enquanto catarinenses amargam lanterna

13/10/2021 22:32
compartilhe
Athletico buscou empate no fim, na Arena Condá, e manteve desespero da Chapecoense
foto: Chapecoense/Twitter

Athletico buscou empate no fim, na Arena Condá, e manteve desespero da Chapecoense


Não foi dessa vez que a Chapecoense conquistou a primeira vitória como mandante no Brasileirão. Na noite desta quarta-feira, o time sofreu um gol no fim e ficou no empate com o Athletico, por 1 a 1, na Arena Condá, em partida válida pela 26ª rodada.

O sexto jogo seguido sem vitória mantém os catarinenses em situação delicada, afundados na lanterna, com 13 pontos. Já os paranaenses têm 34 e buscam se aproximar da zona de classificação para a Copa Libertadores.

A Chapecoense entra em campo no sábado, contra o Fortaleza, às 19h, na Arena Condá, em Chapecó. No domingo, o Athletico-PR recebe o Fluminense, às 16h, na Arena da Baixada, em Curitiba. Os jogos são válidos pela 27ª rodada.

O JOGO

Alguns torcedores ainda entravam na Arena Condá quando a Chapecoense criou a primeira oportunidade. Mike cruzou e Lima cabeceou para boa defesa de Santos. A resposta do Athletico-PR veio na sequência em lance parecido. Richard recebeu cruzamento de Marcinho e desviou de cabeça pela linha de fundo.

O time paranaense, aos poucos, foi controlando a partida, mas quem teve a melhor chance do primeiro tempo foi o time da casa. Mike recebeu livre na marca do pênalti e bateu rasteiro. Santos fez um milagre para evitar que o placar fosse alterado.

Na saída para o intervalo, os jogadores dos dois times se estranharam dentro do túnel e a polícia precisou ser acionada para controlar os ânimos. Tanto que Moisés Ribeiro, da Chapecoense, e Nikão e Richard, ambos do Ahtletico-PR, foram amarelados antes do início do segundo tempo.

Logo aos dois minutos, Terans chutou forte e a bola explodiu na trave. No rebote, o meia tentou de voleio e Keiller salvou. Depois foi a vez da Chapecoense levar perigo em finalização de Anderson Leite raspando a trave de Santos.

Depois de muitas chances criadas, o gol finalmente saiu, aos 12 minutos. Anderson Leite ajeitou e Matheus Ribeiro finalizou forte, sem chances para Santos. O Athletico-PR ficou nervoso e dava espaços para a Chapecoense, que quase marcou o segundo com Lima.

Quando parecia que a Chapecoense conheceria a segunda vitória no Brasileirão, o Athletico-PR foi buscar o empate aos 43 minutos. Khellven cruzou e Christian apareceu nas costas da defesa para deixar tudo igual. A virada rubro-negra quase saiu nos acréscimos com Jordan desviando contra o próprio gol.

CHAPECOENSE 1 x 1 ATHLETICO 


CHAPECOENSE
Keiller; Ignácio, Joílson e Jordan; Matheus Ribeiro, Moisés Ribeiro (Ronei), Anderson Leite, Lima e Busanello (Mancha); Mike (Kaio Nunes) e Rodrigo Silva (Perotti)
Técnico: Pintado

ATHLETICO
Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Zé Ivaldo (Pedro Rocha); Marcinho (Khellven), Richard (Christian), Léo Cittadini, Nikão, Terans e Abner Vinícius (Pedrinho); Renato Kayzer.
Técnico: Alberto Valentim

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: quarta-feira, 13 de outubro
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR) 
GOLS: Matheus Ribeiro, aos 12, e Christian, aos 43min do 2ºT
Cartões amarelos: Anderson Leite, Busanello, Moisés Ribeiro e Rodrigo Silva (Chapecoense); Zé Ivaldo, Pedrinho, Thiago Heleno, Nikão e Richard (Athletico)
Renda: R$ 17.660,00
Público: 935 torcedores

Compartilhe