Flamengo

FLAMENGO

Domènec justifica derrota do Flamengo para o Atlético: 'Eles jogaram há quatro dias, nós há 24'

Galo venceu o time carioca por 1 a 0, no Maracanã

postado em 09/08/2020 19:33 / atualizado em 09/08/2020 20:25

Demonstrando total tranquilidade e respondendo as perguntas num "portunhol" eficiente, o técnico Domènec Torrent lamentou a derrota do Flamengo para o Atlético, por 1 a 0, logo em sua estreia no comando da equipe carioca. Mas não se abalou. Ele afirmou neste domingo, ainda no Maracanã, que acredita no potencial do time para fazer melhores apresentações.

"O problema para nós foi que o Atlético Mineiro jogou quatro jogos nos últimos dias, enquanto nós ficamos 24 dias sem jogar. Mas é um time de qualidade. Todo mundo que está no futebol sabe que é difícil jogar depois de tanto tempo parado. O Atlético é um bom time e jogou bem", avaliou o treinador. O Flamengo não jogava desde a final do Campeonato Carioca, no dia 15.

Questionado sobre a utilização de cinco atacantes no segundo tempo, com as entradas de Pedro e Michael, o técnico não viu nada demais. "Queria jogar aberto com cinco atacantes, porque queria reverter o resultado. Mas às vezes não é possível ganhar. Principalmente quando tivemos muitas oportunidades e não fizemos, como ocorreu no primeiro tempo. E ainda tomamos um gol contra. Mas o campeonato é longo e vamos ter chances de jogar muito bem."



E admitiu que o time perdeu qualidade no meio-campo com as suas mudanças. "Usei cinco atacantes porque eles jogaram com cinco defensores nos últimos 20 minutos. Mas teríamos que criar muito mais no meio-campo. Por isso, temos que trabalhar melhor, porque temos qualidade. Jogamos muito separados, muito à distância", justificou.

"No segundo tempo, nós estivemos totalmente desorganizados. Teríamos que nos agrupar mais. Muitas vezes é melhor ter a bola e atacar no momento preciso. No primeiro tempo fomos melhor, mas no segundo, não tivemos rapidez e abusamos da bola longa. Prefiro jogar muito rápido, com dois toques. Trabalhamos na semana especificamente muito as finalizações. Muitas vezes você tem duas ou três chances e faz os gols. Mas hoje não fizemos os gols. Teríamos que ganhar ou fazer algum gol para empatar."

Mas o espanhol fez elogios ao bom futebol do Atlético. "Seguramente, nós pensamos que teríamos que pressionar na frente Mas não é fácil após cinco dias de treinamentos. Mas os jogadores estão muito abertos para as conversas. Eu tenho as minhas próprias ideias e podemos melhorar. Podemos e vamos jogar muito melhor. Estou contente por todo esforço dos jogadores."

ESTREIA RUIM

Confiando em seu trabalho, o novo comandante reconheceu que estrear perdendo não é bom, mas que sabe que o Flamengo é o time a ser batido. "É importante no começo ganhar, especialmente para o técnico. No futebol quando você não marca gols, pode perder. Tenho experiência com equipes ganhadoras e vou tentar convencer seus jogadores de que precisam estar atentos, porque todos adversários vão querer ganhar do Flamengo "

Ele sabe também que vai precisar manter o bom ambiente no elenco e reafirmou a confiança no trabalho, ainda em seu início. "Vou precisar de todos, porque termos muitos e muitos jogos. Vou mudar a equipe nos jogos, porque preciso de todos. Para ganhar um campeonato é preciso de todos."

Por fim, reafirmou que não tem a pressão. "Estou acostumado a jogar com grandes jogos e grandes equipes. Tenho experiência. Compreendo que quando você não ganha, acaba sendo cobrado. Isso eu já vi na Espanha, Inglaterra e Alemanha e é normal aqui no Brasil. Os torcedores não estão felizes e eu não estou feliz. A única maneira do Flamengo poder seguir ganhando é trabalhando duro."

Tags: flamengo atleticomg seriea