Flamengo

CAMPEONATO BRASILEIRO

Gerson, do Flamengo, acusa meia Ramírez, do Bahia, de injúria racial

No segundo tempo da partida, quando o Flamengo vencia por 2 a 1, Gerson disse ter ouvido do adversário: 'Cala a boca, negro'

postado em 20/12/2020 20:54

(Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
O volante Gerson, do Flamengo, acusou o meia colombiano Ramirez, do Bahia, de injúria racial, durante a vitória do rubro-negro por 4 a 3, neste domingo, no Maracanã, em duelo válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

No segundo tempo da partida, quando o Flamengo vencia por 2 a 1, Gerson disse ter ouvido do adversário: ‘Cala a boca, negro’. O jogador se revoltou com a atitude em campo e chegou a discutir com Mano Menezes, técnico do Bahia.

“Tenho vários jogos pelo profissional e nunca vim na imprensa falar nada porque nunca tinha sofrido preconceito, nem sido vítima nenhuma vez. O Ramirez, quando tomamos acho que o segundo gol, o Bruno fingiu que ia chutar a bola e ele reclamou com o Bruno. Eu fui falar com ele e ele falou bem assim para mim: ‘Cala a boca, negro’. Eu nunca falei nada disso, porque nunca sofri. Mas isso aí eu não aceito”, disse Gerson, em entrevista ao canal Premiere, após a partida. 

Após sofrer a injúria racial, Gerson reclamou com Mano Menezes da atitude de seu comandado. De acordo com o volante, o treinador foi desrespeitoso. Esse foi o motivo para sua revolta no gramado do Maracanã.

“O Mano até falou ‘Ah, agora você é vítima, não é? O Daniel Alves te atropelou e você não falou nada’. Claro, porque teve respeito entre eu e ele. Eu nunca falei de treinador, mas o Mano tem que saber respeitar. Estou vindo falar aqui por mim e por todos os negros do Brasil”, completou.

Com a vitória no Maracanã, o Flamengo assumiu a vice-liderança do Campeonato Brasileiro, com 48 pontos, cinco a menos que o São Paulo. O rubro-negro jogou uma vez a menos que o concorrente.

Tags: gerson racismo ramirez flamengorj bahiaba