UAI


Flamengo vence o Juventude e mantém perseguição ao Galo no Brasileirão

Em noite de Andreas Pereira, rubro-negro faz dever de casa no Maracanã

13/10/2021 22:04
compartilhe
Pedro comemora com os companheiros: Flamengo vence no Maracanã e segue na caça ao Atlético
foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Pedro comemora com os companheiros: Flamengo vence no Maracanã e segue na caça ao Atlético


Com show de Andreas Pereira, o Flamengo derrotou o Juventude por 3 a 1 na noite desta quarta-feira, no Maracanã, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, e continua na perseguição ao líder Atlético. O meia acabou com um longo tabu do clube carioca, que não marcava um gol de falta desde 2018.

Com o resultado, o Flamengo chegou a cinco jogos sem derrotas e se firmou de vez na segunda posição, com 45 pontos, contra 56 do Atlético, que bateu o Santos, também nesta quarta-feira, por 3 a 1. O Juventude, por outro lado, ficou estacionado nos 28 pontos, cada vez mais próximo da zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, o Juventude visita o Grêmio, no domingo, às 18h15, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. No mesmo dia, às 20h30, o Flamengo recebe o Cuiabá, no Maracanã.



O JOGO


O primeiro tempo foi um verdadeiro massacre no Maracanã. O Flamengo não deixou o Juventude respirar e foi marcando um gol atrás do outro. Ainda sem Gabriel Barbosa e Everton Ribeiro, com a seleção brasileira, e Arrascaeta, lesionado, o time carioca contou com nomes como o de Pedro, Michael e Kenedy para não deixar o ritmo cair e o resultado veio da melhor forma possível

O Flamengo se movimentou muito durante o jogo, confundiu o Juventude e abriu o placar logo aos 11 minutos. Kenedy avançou pela esquerda e deixou para Pedro. O atacante devolveu com um toque de letra espetacular. O ex-atacante do Fluminense só teve o trabalho de empurrar para o gol. E o segundo saiu logo na sequência. Michael aproveitou falha do marcador e deixou o camisa 21 em boa condição para fazer 2 a 0.

Sem conseguir respirar, o Juventude ainda viu o Flamengo fazer o terceiro com um golaço de Andreas Pereira, em cobrança de falta. O time carioca não marcava um gol de falta desde 2018, quando Diego anotou frente ao Paraná. Após 1121 dias, o meia honrou o uniforme que um dia foi vestido por Zico, exímio cobrador.

No segundo tempo, o Flamengo não conseguiu manter o mesmo ritmo, mas o placar cômodo deu total segurança ao clube rubro-negro até mesmo após sofrer o gol. Aos 11 minutos, Chico cobrou escanteio na cabeça de William Matheus, que deu um leve desvio para tentar recolocar o time gaúcho no jogo.

Com o tempo, Renato Gaúcho foi rodando o elenco e deu ainda mais liberdade para Andreas Pereira, que sobrou no meio de campo. O meia acertou duas bolas na trave, uma delas em nova cobrança de falta. O goleiro Douglas Friedrich já estava rendido no lance. O time gaúcho contou com a sorte para não sofrer um placar ainda mais elástico.

Nos minutos finais, o Flamengo relaxou de vez, o Juventude esboçou uma pressão, mas não conseguiu furar mais uma vez a meta de Diego Alves e acabou conhecendo mais uma derrota no Brasileirão.

FLAMENGO 3 x 1 JUVENTUDE


FLAMENGO
Diego Alves; Matheuzinho, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Thiago Maia (Lázaro) e Andreas Pereira (Bruno Viana); Kenedy (Rodinei), Michael e Pedro (Vitor Gabriel)
Técnico: Renato Gaúcho

JUVENTUDE
Douglas Friedrich; Paulo Henrique, Quintero, Vitor Mendes e William Matheus (Guilherme Santos); Rafael Forster (Didi), Ricardinho e Guilherme Castilho (Capixaba); Paulinho Bóia, Wagner (Chico) e Ricardo Bueno (Marcos Vinicios)
Técnico: Marquinhos Santos

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Data: quarta-feira, 13 de outubro
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
GOLS: Kenedy, aos 11, Pedro, aos 25 e Andreas Pereira, aos 34min do 1ºT; William Matheus, aos 11min do 2ºT
Cartões amarelos: Filipe Luis e Renê (Flamengo); Quintero, Vitor Mendes e William Matheus (Juventude)
Renda: R$ 366.177,50
Público: 7.282 torcedores

Compartilhe