Futebol Nacional

DIA INTERNACIONAL CONTRA A HOMOFOBIA

América, Atlético e Cruzeiro se posicionam no Dia Internacional contra a Homofobia

Atlético e Cruzeiro divulgaram mensagens sobre a luta pela primeira vez

postado em 17/05/2020 17:02 / atualizado em 17/05/2020 17:21

(Foto: Reprodução/Twitter)
Pela primeira vez, Atlético e Cruzeiro se manifestaram em apoio à causa LGBTQI no Dia Internacional contra a Homofobia, lembrado neste domingo (17 de maio). O América, que já havia se pronunciado em 2019, voltou a reforçar a importância da luta. Outros clubes brasileiros, como Flamengo, CorinthiansPalmeiras, Grêmio e Internacional, também mostraram apoio com mensagens nas redes sociais.


O Brasil apresenta dados alarmantes sobre violência e preconceito contra lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, queer e intersexuais (LGBTQI). Segundo pesquisa da organização não governamental “Transgender Europe” (TGEU), rede europeia que apoia os direitos da população trans, trata-se do país onde mais se matam travestis e transexuais no mundo. Entre janeiro de 2008 e março de 2014, foram registradas 604 mortes de homens e mulheres trans brasileiras.

As manifestações de clubes pelo país se tornam ainda mais fundamentais se observado o contexto do futebol no Brasil. O esporte ainda é cercado por atos machistas e homofóbicos, muito pela omissão das próprias equipes, que demoraram anos para tratar sobre a importância da diversidade nos estádios e fora deles. 

Primeiro clube brasileiro a mostrar posicionamento firme contra a LGBTfobia, o Bahia voltou a chamar atenção no posicionamento deste domingo. “Imagine se seu isolamento social durasse anos. Ou até uma vida inteira”, propôs o Tricolor em tempos de quarentena pelo coronavírus no Brasil. Assista ao vídeo da ação:

Tags: americamg atleticomg cruzeiroec interiormg bahiaba Dia Internacional contra a Homofobia