UAI


CBF reunirá clubes da Série A nesta quarta para discutir volta de público

Início do returno, no próximo fim de semana, já pode marcar a volta das torcidas aos estádios no Brasileirão. Precisará haver consenso entre os clubes

07/09/2021 20:05 / atualizado em 07/09/2021 20:15
compartilhe
Clubes se reunirão na CBF para debater volta do público aos estádios na Série A
foto: Lucas Figueiredo/CBF

Clubes se reunirão na CBF para debater volta do público aos estádios na Série A



A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) realizará uma reunião extraordinária nesta quarta-feira (8/9) com os clubes da Série A do Campeonato Brasileiro para discutir a volta de público aos jogos já a partir do fim de semana, quando será iniciado o returno.

O problema é que no arbitral da Série A, realizado antes do início da competição, foi feito um acordo entre os clubes para que a volta do público só ocorresse quando ao menos 80% das cidades com representantes tivessem autorização de suas autoridades municipais ou estaduais.

No momento, ainda há estados e cidades com presença de público proibida. Em São Paulo, por exemplo, a volta dos torcedores aos estádios está prevista apenas para novembro. Em Santa Catarina, a liberação está prevista para outubro.

Em Minas Gerais, a decisão cabe aos municípios. A Prefeitura de Belo Horizonte voltou a proibir a presença de público nos estádios em 22 de agosto, após constatar falhas de organização e aglomerações nos dois jogos-teste com torcida na capital: o duelo entre Atlético e River Plate, pelas quartas de final da Copa Libertadores, e o jogo entre Cruzeiro e Confiança, pela Série B.

No entanto, uma reunião da PBH com América, Atlético e Cruzeiro, na próxima quinta-feira (9/9), deve resultar em nova autorização para a venda de ingressos aos torcedores nos jogos na capital mineira.

Para que haja público a partir do returno da Série A será necessário um novo acordo entre os clubes, no arbitral, e também a liberação da CBF.

Atlético otimista


O presidente do Atlético, Sérgio Coelho, está otimista quanto à liberação. "Vamos discutir a volta do público. Estou muito esperançoso que seja aprovado e que a CBF autorize também. Que seja aprovado no arbitral e que a CBF autorize público em campo", disse, em entrevista à Rádio Itatiaia.

"No arbitral, antes do Brasileiro, foi resolvido que só teria público em campo quando 80% dos times pudessem jogar (com torcida). E no arbitral também foi discutido que, quando achar necessário, teria uma nova reunião para resolver. E chegou o dia de resolver e será nesta quarta. Então, acho assim que os clubes que podem jogar com público vão decidir jogar. Os que não puderem, evidentemente, tendem - não é que vão - votar para que não tenha público em campo. Mas é preciso que todos compreendam que nós precisamos agora de forçar um pouco para que volte a vida normal", acrescentou o presidente atleticano.

Ainda segundo Sérgio Coelho, a vacinação em massa e a exigência de testes negativos de COVID-19 para acesso dos torcedores aos estádios darão segurança aos jogos. 

"Até por duas razões: a primeira, que todos os torcedores que entrem em campo entrem testados e negativados. E segundo é que já estão quase todos vacinados. Em Belo Horizonte já estamos vacinando pessoas com 18 anos. Então, se estiver vacinado e testado, o risco é muito pequeno. A saúde em primeiro lugar. Mas a gente também tem que ter bom senso, que com vacina e testes juntos, a gente dificilmente está criando um problema para a saúde das pessoas", declarou.

Compartilhe