UAI

2

Após Ronaldo comprar Cruzeiro, Marcelo também quer investir em SAF no país

Lateral do Real Madrid expandirá seus negócios no futebol e deseja adquirir clube com "torcida grande e de tradição"

27/12/2021 18:28 / atualizado em 27/12/2021 19:20
compartilhe
Na esteira de Ronaldo, que comprou 90% das ações do Cruzeiro, Marcelo também quer investir em SAF no Brasil
foto: Lucas Figueiredo/CBF

Na esteira de Ronaldo, que comprou 90% das ações do Cruzeiro, Marcelo também quer investir em SAF no Brasil


 
A venda de 90% da SAF do Cruzeiro para Ronaldo Fenômeno pode ter influenciado outro grande jogador a investir em clubes brasileiros. O lateral Marcelo, do Real Madrid, revelou ao portal da TNT Sports Brasil que deseja comprar uma instituição de tradição e grande torcida. 
 

Ex-jogadores donos de clubes de futebol

 

Apesar de ainda atuar profissionalmente, o camisa 12 já é dono de dois clubes: o Mafra, que disputa a segunda divisão de Portugal, e o Azuriz, que joga a primeira divisão do Campeonato Paranaense. Marcelo revela que entrou nesse ramo em 2017. 

"Tudo começou em 2017 com a aquisição do Azuriz, o primeiro clube a levar meu nome no conselho. O objetivo desde o princípio era torná-lo referência em formação de atletas e foi o que fizemos. Atualmente começamos a colher os frutos desse trabalho iniciado há quatro anos atrás e podemos dizer que estamos em um processo de expansão de nossos clubes, agora com meu grupo, DOZE, representando meus interesses. Nossa mais recente aquisição foi o Mafra, clube da segunda liga do Campeonato Português. A ideia é implementar nele uma estrutura que nos permita dar um salto no mercado europeu, traçando um elo com o Azuriz no Brasil. Assim temos o Azuriz formando atletas e o Mafra funcionando como uma vitrine para esses jogadores na Europa. E digo que estamos só começando, vem muita coisa por aí nos próximos anos", afirmou.

O lateral destaca que sua participação societária, tanto no Azuriz quanto no Mafra, é representada pela DOZE, holding que está estruturando e será lançada no início de 2022. Através dela, Marcelo pretende investir em clubes com "torcida grande e de tradição". 

"O Mafra foi nossa primeira aquisição e representa o start no mercado europeu. Os planos agora são para a aquisição de mais um clube 'flagship', com uma torcida grande e de tradição. Isso deve acontecer no segundo semestre de 2022, demandando uma nova captação. Nossa ideia é que esse novo clube seja complementar aos que já possuímos, de maneira que um jogador formado no Azuriz e adquirido pelo Mafra, depois possa ser comprado por esse clube flagship", revelou.

Para o astro, um dos pontos atrativos de se investir no mercado brasileiro é a tradição e a torcida que os clubes carregam. 

"A nossa visão e interesse nos clubes de massa do Brasil estão justamente relacionados à tradição e à torcida que carregam. Uma torcida engajada, com uma história forte é uma excelente oportunidade para um bom trabalho de marca. Com isso é possível fortalecer a percepção da marca, além de aumentar o valor de mercado da instituição", disse.

Marcelo também elogiou a formação de Sociedades Anônimas de Futebol (SAF), destacando o impacto que o modelo de gestão tem causado na finança dos clubes brasileiros. 

"Com a SAF os investidores começaram a enxergar o mercado de futebol brasileiro de uma outra maneira. Esse modelo permite que os clubes se estruturem melhor e passem a ter uma gestão eficiente, transparente e profissional. Ou seja, agora eles também têm a oportunidade de liquidarem suas dívidas. Assim como já acontece no futebol europeu, vamos poder trabalhar com os clubes brasileiros através de uma abordagem empresarial", evidenciou.



Compartilhe