UAI

2

Em retorno ao Inter, D'Alessandro exalta Fábio, ex-Cruzeiro: 'Exemplo'

Meio-campista retornou ao Internacional para se despedir do clube junto da torcida

13/01/2022 15:30 / atualizado em 13/01/2022 17:02
compartilhe
Fábio saiu do Cruzeiro sem tem uma festa de despedida
foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Fábio saiu do Cruzeiro sem tem uma festa de despedida


O meio-campista D'Alessandro foi apresentado nesta quinta-feira (13) como novo reforço do Internacional. Durante a coletiva, o ídolo colorado exaltou o goleiro Fábio, jogador histórico do Cruzeiro que se despediu do clube celeste na semana passada.
 
 

"Queria pegar o gancho de mandar um abraço para o Fábio. Um cara que eu conheci enfrentando. Um cara sensacional. Fico triste, sim, pela saída dele do Cruzeiro, do jeito que ele saiu. Fico triste. Obviamente não sei o que aconteceu", disse o argentino.

Já com 40 anos, D'Alessandro retornou ao Internacional para poder se despedir do clube ao lado da torcida colorada. O atleta havia deixado a equipe gaúcha em 2020 e atuou na temporada passada pelo Nacional, do Uruguai.

"Tenho certeza que vai acontecer a despedida que ele quer. Nós precisamos nos defender. A gente, que está velho e está chegando no final, precisa se defender. Mas, cabe o meu reconhecimento ao Fábio, como em outra vez fiz ao Rogério Ceni também. Porque são caras que são exemplos. São caras que ficaram muito tempo dentro de seus clubes, que amaram seus clubes, que se doaram pelos seus clubes, que compraram brigas e que assumiram muitas causas. Causas complicadas", completou o meia.

Assim como Fábio no Cruzeiro, D'Alessandro é um dos jogadores que mais vezes vestiu a camisa do Internacional, em 515 oportunidades. Já o ex-goleiro celeste atuou em 976 jogos pela Raposa, sendo o atleta que mais jogou pelo clube de forma isolada.
 
 

Entenda o caso

 
Em carta aberta divulgada no Instagram, Fábio afirmou que "a SAF do Cruzeiro quer encerrar minha carreira imediatamente, mesmo estando em plenas condições físicas e técnicas para continuar jogando em alto nível e ajudando o Cruzeiro". A Raposa teria oferecido ao goleiro um contrato de três meses, até o fim do Campeonato Mineiro.
 
O Cruzeiro, por sua vez, em comunicado divulgado nas redes sociais, disse que a proposta feita ao goleiro já considerava um "importante sacrifício econômico" e que "respeitava sua relevância e admirável história de 18 anos no clube". "Não é mais possível aceitar um perfil de administração que fez tantos clubes chegarem a um cenário de inviabilidade", alegou a nova gestão do Cruzeiro.
 
A dispensa de Fábio gerou grande repercussão nas redes sociais. Familiares, ex-jogadores, organizadas e torcedores publicaram mensagens de apoio ao goleiro, além de críticas a Ronaldo, Paulo André e profissionais atuantes na SAF do Cruzeiro. Adeptos de outros clubes também manifestaram surpresa com o tratamento ao ídolo.
 

Veja todas as contratações dos times da Série A para 2022

 

Compartilhe