UAI

2

Palmeiras vai à final da Copinha em jogo que teve invasão e faca no gramado

Jogadores do Verdão, que bateu São Paulo por 1 a 0, em Barueri, foram ameaçados por torcedores que entraram em campo

22/01/2022 21:34 / atualizado em 22/01/2022 22:45
compartilhe
Palmeiras venceu o São Paulo e avançou à final da Copinha; decisão será contra o Santos
foto: Angelo Salvioni/Palmeiras

Palmeiras venceu o São Paulo e avançou à final da Copinha; decisão será contra o Santos


O Palmeiras está na decisão da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Neste sábado, o time alviverde derrotou o São Paulo na semifinal do torneio, por 1 a 0, na Arena Barueri, graças ao gol de Giovani, fruto de uma falha na saída de bola do volante Pablo, capitão tricolor. O jogo foi marcado por tumulto no fim, com invasão de campo de torcedores sao-paulinos. Uma faca foi encontrada no local e retirada do gramado pelo árbitro. 

Um fato lamentável já nos minutos finais manchou o classico paulista em Barueri. Torcedores do São Paulo invadiram o campo para agredir jogadores do Palmeiras. O jogo foi interrompido por cerca de 5min, e o banco do Verdão pediu o encerramento imediato, o que não foi atentido pela arbitragem. Imagem de câmera do SporTV, que transmitiu a partida, mostrou o juiz se dirigindo ao quarto árbitro para entregar uma faca encontrada no gramado. 

Com o resultado, o Palmeiras enfrentará o Santos, que passou pelo América, na grande decisão, marcada para a próxima terça-feira, dia do aniversário da capital paulista. O palco da partida ainda não foi definido, mas tudo leva a crer que será o Allianz Parque, já que o time alviverde possui uma melhor campanha. O Pacaembu, que sempre sediu a final do torneio, está em reforma.

O Palmeiras tenta conquistar seu primeiro título da competição. O time alviverde já chegou em duas finais, em 1970 e 2003, mas em ambas acabou ficando com o vice-campeonato. O Santos, por sua vez, busca o tetracampeonato.

A final da Copinha acontecerá no dia do aniversário da cidade de São Paulo. A partida tradicionalmente é disputada no Pacaembu, mas, como o estádio está em reforma e não pertence mais ao município, neste ano a decisão terá de ser realizada em outra praça.

O JOGO


Logo nos primeiros minutos o Palmeiras abriu o placar. Pablo, capitão do São Paulo, vacilou na saída de bola, foi desarmado, e a bola sobrou para Giovani, que saiu cara a cara com o goleiro e bateu firme para estufar as redes, colocando o Verdão em vantagem na Arena Barueri.

O São Paulo por pouco não empatou aos 12, quando Vitinho recebeu em profundidade pela esquerda e tocou na saída do goleiro Mateus, mas carimbou a trave. Logo depois, aos 14, foi a vez de Maioli levar perigo, desta vez pela direita, batendo forte, de dentro da área, mas o arqueiro palmeirense fez outra boa intervenção.

O equilíbrio deu o tom do primeiro tempo. Aos 34 minutos, em contra-ataque, o Verdão quase ampliou depois que Vitinho tocou para Gabriel Silva, que, livre dentro da área, cabeceou firme, mas viu o goleiro Young fazer a defesa.

O São Paulo respondeu na bola parada. Em cobrança de falta de Luiz Henrique, Maioli subiu mais alto que a zaga rival e, também de cabeça, completou para o gol, mas mandou a centímetros do travessão, encobrindo o goleiro Mateus.

TUMULTO NO FIM


O São Paulo começou a etapa complementar mais ligado e não quis saber de perder tempo. Aos dois minutos, Maioli recebeu de Vitinho e bateu forte, mas o goleiro Mateus fez a defesa. Depois, o atacante são-paulino costurou a defesa palmeirense, mas foi travado na hora da finalização.

O Palmeiras deixava o São Paulo atacar de olho no contra-ataque, e a estratégia quase se converteu em gol com Vitinho, que saiu mano a mano com a defesa, mas, ao tentar encobrir o goleiro, errou a conclusão. O Tricolor não deixou barato e também assustou com Petri, que invadiu a área, puxou para o meio e bateu, mas o chute desviou na defesa alviverde.

Aos 25 minutos o Tricolor teve mais uma boa chance. Caio recebeu lançamento e, de cabeça, ajeitou para o meio da área. A bola sobrou para Vitinho, que, da meia-lua, bateu buscando o ângulo, mas faltou pontaria. Daí em diante, bastou o Palmeiras controlar o jogo no campo de ataque para garantir a classificação para a grande final da Copinha.

Uma confusão no fim do jogo foi o ponto negativo do clássico na Arena Barueri. Torcedores tricolores invadiram o campo para agredir jogadores do Palmeiras. A partida ficou paralisada por cerca de 5min. O banco do Verdão pediu o encerramento imediato, mas a arbitragem deu sequência com os acréscimos. O juiz Matheus Delgado Candançan entregou ao quarto árbitro uma faca encontrada no gramado.


Compartilhe