2

Ex-Atlético, Tchê Tchê relata depressão em período que atuou no São Paulo

Em relato ao The Players Tribune, jogador do Botafogo relembrou período de depressão que viveu no clube paulista e revelou apoio da família para se restabelecer

09/09/2022 16:16 / atualizado em 09/09/2022 16:27
compartilhe
Tchê Tchê conquistou cinco títulos no Galo
foto: Daniel MUNOZ / AFP

Tchê Tchê conquistou cinco títulos no Galo


O meio-campista Tchê Tchê, que defendeu o Atlético em 2021/2022 durante a campanha multicampeã do alvinegro, relembrou o período de depressão que viveu quando jogava pelo São Paulo, ainda em 2019. O atleta relatou que a pressão psicológica para corresponder às expectativas do tricolor o levou ao 'buraco'. Com a ajuda da família e dos amigos, quando foi emprestado ao Galo, já havia se recuperado.  


Em relato ao The Players Tribune, plataforma que publica histórias de jogadores em primeira pessoa, Tchê Tchê contou que o início da doença foi com uma dor no estômago, depois, veio o esgotamento psicológico. 

"No começo da minha passagem pelo São Paulo, eu levantava de manhã pra ir treinar, mas não tinha vontade. Nem de treinar, nem de jogar, tá ligado? Fui ficando sem ânimo pra fazer as coisas, não queria sair de casa. O sofá e o colchão da cama me sugavam como se fossem areia movediça. Eu só afundava e chorava. Chorava o tempo todo." disse o jogador.

Durante o período de depressão, o meia relatou que sentiu culpa pelo sentimento e que tinha vergonha de contar aos companheiros do clube. Durante cinco meses o jogador não se sentia feliz dentro e nem fora de campo.  

"Não queria que ninguém percebesse a minha situação. Ficava com o pessoal no vestiário, na resenha e tudo mais, fingindo estar tudo normal. Só eu tinha noção do tamanho do vazio na minha alma. Quando terminava a partida, eu voltava pra casa chorando, sozinho, dirigindo meu carro, tentando entender o que estava acontecendo."

Em passagem no Dinamo de Kiev, em 2018, o jogador relatou que a adapatação foi dificil. Ao retornar ao Brasil, para o São Paulo, por mais que estivesse feliz, o atleta disse que se sentia pressionado.

"Aí o São Paulo me trouxe de volta, e eu passei a me cobrar demais. Me obrigava a ser um jogador que correspondesse às expectativas que eu acreditava que o clube tinha. 

ELES APOSTARAM ALTO EM MIM, NÃO POSSO DECEPCIONÁ-LOS, eu me pressionava internamente. 

Acho que isso foi sobrecarregando a minha mente e o meu espírito."

Com a ajuda da família, o jogador foi realizado um trabalho mental para se esforçar e se sentir melhor a cada dia. Tchê Tchê procurou a psicóloga do São Paulo, mas quando já estava praticamente recuperado. 

Passagem no Atlético


No Galo, durante o ano de 2021 e início de 2022, Tchê Tchê conquistou cinco títulos. Dois Campeonatos Mineiros, um Campeonato Brasileiro, uma Copa do Brasil e a Supercopa do Brasil. 

Com o período de empréstimo perto do fim, o atleta não foi comprado pelo clube mineiro, mas sim negociado com o Botafogo. Em abril, o São Paulo acertou a venda do meia por menos de R$ 5 milhões ao clube carioca. 
 


Compartilhe