UAI

2

Goiás vence o Coritiba na Serrinha e se mantém em quarto lugar na Série B

11/11/2021 00:12
compartilhe
Goiás fez o dever de casa e se manteve no grupo de acesso. Coritiba permaneceu em segundo
foto: Goiás/Divulgação

Goiás fez o dever de casa e se manteve no grupo de acesso. Coritiba permaneceu em segundo

 
O Goiás se manteve no G4 - zona de acesso - do Campeonato Brasileiro da Série B ao vencer o Coritiba, por 2 a 1, nesta quarta-feira à noite, na Serrinha, em Goiânia (GO) pela 35ª rodada.

A vitória segurou o Goiás em quarto lugar com 58 pontos, mesma pontuação do Avaí, em terceiro por ter uma vitória a mais: 16 a 15. Mas estão na briga ainda o CRB, com 57, em quinto, e o Guarani com 56 pontos, em sexto lugar. O Coritiba segue na vice-liderança com 61 pontos, um atrás do Botafogo que na quinta-feira enfrenta a Ponte Preta, em Campinas.

Com cada rodada virando uma decisão, na 36ª o Goiás vai enfrentar o Remo, ameaçado de queda, na segunda-feira às 18h, em Belém (PA). No domingo, o Coritiba volta para casa onde vai receber o lanterna e já rebaixado Brasil-RS, a partir das 18h15.

O JOGO


O primeiro tempo foi amarrado, nervoso e com poucas chances de gols. Mas o Goiás começou na pressão e quase abriu o placar aos oito minutos, quando Elvis deixou Dieguinho na frente com Wilson, mas o goleiro saiu bem, fechou o ângulo e rebateu. A sobra ficou com Nicolas que chutou bem e Henrique salvou quase em cima da linha.

Antes dos 20 minutos, o time da casa perdeu o atacante Nicolas. Ele deixou o campo machucado e em seu lugar entrou Bruno Mezenga, que mais tarde se tornaria um dos heróis do jogo. O Coritiba tentou administrar o jogo, mas pecou no ataque, sem mostrar nenhum poder de finalização.

O segundo tempo começou debaixo de chuva. A torcida se movimentava nas arquibancadas e soltou o grito de gol aos oito minutos. Elvis cobrou escanteio com efeito e o zagueiro David Duarte apareceu no segundo pau para cabecear com força.

O segundo gol foi parecido, de novo de bola parada. Desta vez Elvis cobrou falta em direção à área e Bruno Mezenga subiu para cabecear com estilo, de cima para baixo, no canto de Wilson, que ficou parado no centro do gol.

A torcida suportou a chuva e abraçou o Goiás de vez. O Coritiba sentiu os dois golpes quase seguidos e só diminuiu o placar aos 30 minutos, num lance confuso dentro da pequena área. Após cruzamento da linha de fundo pelo lado direito, Léo Gamalho ajeitou de cabeça e o zagueiro Guilherme Biro chutou em cima do goleiro. Depois dividiu com a defesa, a bola tocou mo bico da chuteira de Rezende, bateu no corpo de Dieguinho e Reinaldo aliviou atrás da linha. Só mesmo o VAR conseguiu confirmar o gol, com a bola ultrapassando toda a linha de gol. Contra de Dieguinho.

Os últimos minutos foram de tensão. O Goiás brigou para se segurar, diante de um Coritiba nervoso em busca da vitória, mas sem ter chances para isso. Não deu desta vez.

GOIÁS 2 x 1 CORITIBA


GOIÁS
Tadeu; Dieguinho, David Duarte, Reynaldo e Artur; Caio (Luan Dias), Rezende (Iago Mendonça e Dadá Belmonte), Fellipe Bastos e Elvis; Alef Manga e Nicolas (Bruno Mezenga)
Técnico: Glauber Rocha

CORITIBA
Wilson; Natanael (João Vitor), Henrique, Luciano Castán e Guilherme Biro; Willian Farias, Mateus Salles (Val) e Rafinha (Robinho); Waguininho, Léo Gamalho (William Alves) e Igor Paixão (Guilherme Azevedo)
Técnico: Gustavo Morínigo

Local: Estádio da Serrinha, em Goiânia (GO)
Data: quarta-feira, 10 de novembro
Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli (MG)
GOLS: David Duarte, aos 8, Bruno Mezenga, 14, e Dieguinho, contra, aos 30min do 2ºT
Cartões amarelos: Alef Manga, Fellipe Bastos e Dieguinho (Goiás). Luciano Castán e Igor Paixão (Coritiba)

Compartilhe