UAI


Copacabana é escolhida para sediar retorno do Mundial de Futevôlei

O torneio, entre 19 e 21 de novembro, contará com equipes de cinco países: além do Brasil, Portugal, Israel, Paraguai e Argentina

20/10/2021 15:20 / atualizado em 20/10/2021 20:30
compartilhe
Liga Mundial de Futevôlei, realizada pela primeira vez em 2019, foi suspensa por causa da pandemia de COVID-19
foto: LEON NEAL/AFP

Liga Mundial de Futevôlei, realizada pela primeira vez em 2019, foi suspensa por causa da pandemia de COVID-19

A praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, foi escolhida para sediar a etapa de retomada da Liga Mundial de Futevôlei, competição realizada pela primeira vez em 2019 e suspensa por causa da pandemia de COVID-19. O torneio, entre 19 e 21 de novembro, contará com equipes de cinco países. Além da disputa mundial, o evento também terá uma disputa feminina, mas apenas entre atletas brasileiras.

Além do Brasil, a World Footvolley – nome oficial da liga – terá jogadores de Portugal, Israel, Paraguai e Argentina. A competição distribuirá R$ 50 mil em prêmios, distribuídos de maneira igual no masculino e no feminino.

A etapa de Copacabana é considerada de caráter especial, e será utilizada para anunciar oficialmente o retorno da competição. Para o próximo ano, já estão confirmadas pelo menos quatro etapas da Liga, assim como ocorrera em 2019.

"Estamos cientes de que a modalidade precisa evoluir como produto para gerar valor de mercado. Já não via a hora de competir com atletas de alto nível no mundo. O que fazemos em quadra oferece o mesmo nível de entretenimento que grandes ídolos do esporte", destaca Vinicius Sousa, atual primeiro colocado no ranking.
Compartilhe