UAI

2

Com quatro atletas do Minas, Brasil inicia o Grand Slam de Judô na Geórgia

Delegação brasileira terá 18 judocas e quatro represenantes minas-tenistas: Amanda Lima, Maria Taba, Júlio Koda Filho e Juscelino Nascimento

compartilhe
Minas terá quatro judocas em ação no Grand Slam na Geórgia
foto: Divulgação/MTC

Minas terá quatro judocas em ação no Grand Slam na Geórgia


O Grand Slam de Judô de Tbilisi começa nesta sexta-feira, na capital da Geórgia, e o Brasil contará com 18 atletas em ação na competição. A delegação brasileira terá quatro representantes do Minas: Amanda Lima (48kg), Maria Taba (52kg), Júlio Koda Filho (73kg) e Juscelino Nascimento (+100kg).

O campeonato ainda não contará pontos para o ranqueamento olímpico, mas será de suma importância na formação da Seleção Brasileira para o Mundial de Tashkent, em outubro. A equipe encara o torneio como uma grande oportunidade para somar pontos no ranking paralelo da CBJ (Confederação Brasileira de Judô), classificatório para o Mundial.

Nas chaves femininas, o Brasil terá grande parte de suas principais representantes: Amanda Lima (48kg/Minas Tênis Clube), Natasha Ferreira (48kg/Sociedade Morgenau), Maria Taba (52kg/Minas Tênis Clube), Yasmim Lima (52kg/Instituto Reação), Rafaela Silva (57kg/Flamengo), Thayane Lemos (57kg/Instituto Reação), Ketleyn Quadros (63kg/Sogipa), Tamires Crude (63kg/Instituto Reação), Luana Carvalho (70kg/UmbraVasco) e Mayra Aguiar (78kg/Sogipa).

Destaque para a meio-médio Ketleyn Quadros, que entra como cabeça-de-chave número um no 63kg. Além dela, também estão no top 8 de suas categorias Amanda, Natasha, Rafaela, Luana e Mayra.

Nos pesos masculinos, a seleção contará com Allan Kuwabara (60kg/ECPinheiros), Ryan Conceição (60kg/Ass.Nagai), Willian Lima (66kg/ECPinheiros), Eric Takabatake (66kg/ECPinheiros), Julio Koda Filho (73kg/Minas Tenis Clube), Vinícius Panini (81kg/ECPinheiros), André Humberto (100kg/Instituto Reação) e Juscelino Nascimento Jr ( 100kg/Minas Tênis Clube).

Willian, Eric e André Humberto entram como cabeças-de-chave em suas respectivas categorias.

Os técnicos Antônio Carlos "Kiko" Pereira (masculino) e Andrea Berti (feminino) comandarão a Seleção nos três dias de combates.

Nesta sexta-feira, lutarão os judocas dos pesos 60kg, 66kg, 48kg, 52kg e 57kg. No sábado, será a vez dos atletas das categorias intermediárias 63kg, 70kg, 73kg e 81kg. Por fim, no domingo, os mais pesados vão ao tatame.

Ao todo, 278 judocas de 36 países lutarão por um lugar no pódio do Grand Slam de Tbilisi. Apesar de não estar tão cheia para um Grand Slam, a competição apresentará alto nível técnico, com seleções das principais potências mundiais do judô.

A classificação olímpica só começará a partir do Grand Slam de Ulaanbaatar, na Mongólia, próximo compromisso no recheado calendário do Circuito Mundial da FIJ. Até o Mundial de Tashkent, que será em outubro, ainda haverá o Grand Slam de Budapeste e o Grand Prix de Zagreb, que definirá os classificados para o Mundial.

Compartilhe