Seleção

FUTEBOL PERNAMBUCANO

Em ano de divisões inferiores, clubes de Pernambuco perdem pontos no ranking da CBF

Enquanto Sport se manteve, únicos clubes do estado que conseguiram melhorar status no ranking foram o Central e o América

postado em 10/12/2019 12:55 / atualizado em 10/12/2019 13:12

(Foto: Paulo Paiva/DP Foto; Leandro de Santana/DP Foto)
Depois de dois anos com quatro rebaixamentos somados para o futebol pernambucano, Sport, Náutico, Santa Cruz e Salgueiro tiveram a missão de enfrentar um 2019 abaixo das divisões que costumam ocupar no futebol nacional. Nos critérios da CBF isso pesa muito, e, mesmo com os acessos de Leão e Timbu, os quatro clubes ficaram com uma pontuação menor no Ranking Nacional de Clubes (RNC) de 2020, ainda que o Sport não tenha caído de posição.

Considerando pontuações das cinco últimas temporadas, com pesos maiores para as mais recentes (peso 5 para 2019, 4 para 2018 e assim por diante), o RNC segue mostrando o Sport como melhor equipe pernambucana, como é desde 2015, ocupando a 16ª posição nacional. A nível regional, porém, a liderança, pelo segundo ano seguido, pertence ao Bahia, que disparou para a 10ª colocação e abriu quase 3.500 pontos para o Leão.

Na sequência nordestina, Vitória, Ceará, Fortaleza, CSA e CRB aparecem antes da dupla Santa Cruz e Náutico, que ocupam, respectivamente 34ª e 41ª posição no RNC. No Nordeste, os rivais ocupam a 8ª e a 9ª colocação. O Salgueiro, quarto melhor do estado, aparece na 57ª posição nacional e na 11ª regional, enquanto o Central é o 87º do Brasil.

INVOLUÇÃO

Em relação ao RNC 2019, o único clube recifense que manteve sua posição foi o Sport. A pontuação, porém, caiu pelo segundo ano seguido. Há um ano, o Leão foi ultrapassado pelo Bahia e ficou com 8.450 pontos, a 412 do rival regional. Hoje, o somatório rubro-negro é de 7.237, a 2.005 pontos do 15º melhor clube do país, Vasco da Gama. Com o retorno à Série A, o Sport poderá voltar a aumentar sua pontuação, mas é importante lembrar que este é o último RNC que considera a boa campanha no Brasileirão de 2015.

No segundo ano na Série C, o Santa Cruz vê sua pontuação caindo também pela segunda temporada. Se em 2018, o clube era 25º, no ano passado foi 28º e, agora, já caiu para a 34ª colocação. Em termos de pontuação, os 5.061 de 2019 se tornaram 4.378. No Nordeste, o Tricolor foi ultrapassado por três vizinhos: Fortaleza, CSA e CRB. Seguindo na Série C, a tendência do Santa Cruz é de seguir reduzindo seu ranking na próxima temporada, para evitar, o clube precisará de uma boa campanha na Copa do Brasil.

O título da Série C não evitou a retração do Náutico no RNC pela nona temporada consecutiva - desde a implantação do atual modelo do Ranking. A equipe começou o ano em 36º e perdeu cinco posições. A pontuação caiu de 4.063, para 3.748. A nível regional, apenas o CSA ultrapassou o Náutico. Com o retorno à Série B, o Náutico terá uma grande chance de, pela primeira vez na história, conseguir melhorar sua pontuação no Ranking, considerando o menor peso que as temporadas na Série C terão.

INTERIOR

Com uma campanha intermediária na Série D, o Salgueiro caiu da 50ª para a 57ª colocação no Ranking, com 1.678 pontos, 370 a menos que no ano passado. Quem ganhou espaço no RNC 2020 foi o Central, que subiu de 88º para a 87º subindo de 790 para 849 pontos, impulsionado pela participação na Copa do Brasil. O América, rebaixado no estadual, conseguiu passar de fase na Série D, conseguindo subir de 143º para 114º, com 510 pontos.

Pernambuco ainda é representado por América (114º), Vitória (160º), Belo Jardim e Flamengo de Arcoverde (empatados em 176º) e Atlético e Serra Talhada (empatados em 189º).

Seguindo na Série D, o Salgueiro deve perder pontos, ao contrário do Central, que pode ganhar posições em caso de boa campanha. Quem estreia no RNC na próxima temporada é o Afogados da Ingazeira, que participará da Quarta Divisão e da Copa do Brasil e, no pior cenário, deve ter, ao menos 66 pontos.