SPORT

Presidente do Sport não crê em retorno no dia 5 e diz que Estadual deve voltar 15 de julho

Primeira data foi estipulada pela FPF em protocolo enviado ao governo

postado em 29/06/2020 18:27 / atualizado em 29/06/2020 18:27

(Foto: Anderson Stevens/ Sport)
A estimativa dada pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF) no protocolo emitido para o retorno do Campeonato Estadual no próximo dia 5 não deve se concretizar - e não só porque ainda é necessário aval do governo do estado -, de acordo com o presidente Milton Bivar. Conforme indica o mandatário rubro-negro, esta data seria prematura por conta do período de preparação para os clubes. Assim, diz que a tendência para volta da competição é meados de julho.

“Essa data não existe. Está furada. Pernambucano deve voltar dia 15. Já está mais ou menos pré-estabelecido. É o mais justo, mais lógico”, disse o mandatário. A data indicada por Bivar marcaria exatamente um mês de preparação para o trio de ferro, primeiros clubes do estado a voltar aos treinos. O Retrô voltou no dia 17 de junho, o Afogados dia 18 e o Salgueiro dia 19. Petrolina, Central, Decisão e Vitória ainda não voltaram. 

A Secretaria de Saúde do Estado (SES-PE) deve se pronunciar acerca de uma possível autorização, estipulando uma data, nesta terça-feira, em coletiva de imprensa, segundp afirmou André Longo na semana passada, corroborando a projeção dada pelo presidente da FPF, Evandro Carvalho, de que as autoridades iriam dar um retorno ao protocolo sobre o tema até esta quarta-feira - clique aqui para conferir as normas da federação para o reinício do campeonato pernambucano.

Quanto ao retorno das demais competições, o Sport segue aguardando, segundo Bivar, um aceno da CBF em relação ao local da Copa do Nordeste, que será disputado em sede-única - e assim como o Estadual, o Regional também necessita de cinco datas, sendo um jogo da última rodada da primeira fase e quatro partidas para o mata-mata (quartas e semi, além da final em ida e volta). 
Já a Série A vive a expectativa de ser retomada no dia 9 de agosto, algo que o Leão posicionou-se de acordo.