SPORT

Técnico vê 'melhor controle' do Sport em derrota para o Vasco, mas lamenta definição

'Faltou ser mais incisivo na definição', disse o treinador após a partida

postado em 14/08/2020 00:05 / atualizado em 14/08/2020 01:02

(Foto: Anderson Stevens/ Sport Recife )
Nem tudo foi terra arrasada na derrota do Sport por 2 a 0 para o Vasco, pela segunda rodada da Série A, na noite desta quinta-feira, no estádio de São Januário. Pelo menos é o que diz o técnico Daniel Paulista, ao valorizar o domínio apresentado pelos rubro-negros na maior parte do confronto, conforme explica. Entretanto, o treinador lamentou o início do jogo e a pouca efetividade na hora de concluir as jogadas.

“A leitura que eu faço do jogo é alguns momentos de oscilação, mas, de uma maneira geral, tivemos um melhor controle do jogo, mais posse de bola, mais finalizações, mais escanteios. Mas faltou ser mais incisivo na definição, fizemos o goleiro do Vasco trabalhar pouco. Tivemos mais finalizações mas sem fazer o goleiro trabalhar e isso dificultou o nosso jogo já que o Vasco encontrou o gol no início da partida e aí se posicionou para o contra-ataque, depois fez mais um gol numa cobrança de falta e conseguiu uma vantagem que nos deixou numa situação complicada”, reconheceu, antes de voltar a elogiar. 

“Mas de uma maneira geral a equipe apresentou coisas boas. Campeonato Brasileiro é isso, dificuldade. Tem que ser mais incisivo no momento de definição, procurar definir melhor as jogadas, fazer o goleiro adversário trabalhar, ter um poder de marcação ali atrás e não sofrer esse gol que sofremos hoje para não comprometer porque foram gols que a gente acabou tendo em um momento de falha coletiva culminando em vários setores, no início, dificultando em pouco”, complementou.

Com o resultado, a equipe rubro-negra caiu para o 9º lugar na classificação, permanecendo com três pontos. Agora, o Sport segue viagem do Rio de Janeiro para Goiânia, onde volta a campo neste domingo, às 19h, diante do Atlético-GO, no estádio Olímpico.

CONFIRA OUTROS TRECHOS DA COLETIVA DE DANIEL PAULISTA
Começo irregular e pouca intensidade
“O início de jogo foi o nosso pior momento da partida onde a gente não conseguiu encontrar intensidade que o jogo precisava e quando falo intensidade não é correr, é fazer um jogo dinâmico, com posse de bola, passes mais rápidos, agredir mais o adversário, então acho que foi nosso pior momento dentro da partida e o Vasco encontrou esse gol no momento que mais oscilamos dentro da partida e depois disso o Vasco sentou em cima da vantagem e encontrou um gol numa cobrança de falta e dificultou ainda mais para nós”.

Parte física
“Acho que fisicamente não senti o desgaste da equipe nessa partida, no segundo tempo tivemos em cima do adversário, tivemos mais posse de bola, rondamos mais a área, faltou ser mais incisivo, cirúrgico nas oportunidades”.

Virada da chave
“Hoje não deu, é seguir trabalhando para corrigir, minimizar esses erros para que possamos domingo traduzir essa maior posse de bola, chances reais e sair com o resultado diferente”.