SUPERCOPA

Drone espião provoca ira de Jesus durante treino em Brasília para a final

Dispositivo tenta filmar preparação do Flamengo antes da decisão contra Athletico-PR, mas treinador do time carioca descobre a invasão e exige retirada do equipamento

postado em 14/02/2020 19:47

(Foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
 
Na primeira passagem do Flamengo por Brasília desde as conquistas do Brasileirão e da Libertadores da América em 2019, tem torcedor fazendo de tudo para ver o elenco de perto. O primeiro treino do time antes da Supercopa não foi diferente. Mais de 100 fãs foram presenteados com a permissão do acesso nos últimos minutos de atividade nesta sexta-feira (14/2). A surpresa desagradável ficou por conta de um drone espião, que não agradou o técnico Jorge Jesus. A disputa pela taça será contra o Athletico-PR, no domingo (16/2), às 11h, no Estádio Mané Garrincha.

O drone que surgiu sobrevoando o campo usado pelo Flamengo, no Centro de Treinamento do Brasiliense, no Setor de Clubes Sul, fez o treinador português parar as atividades do elenco até que o equipamento fosse retirado. Um segurança do Flamengo identificou o dono do dispositivo, que estava do lado de fora das grades com tapume, e pediu para que ele parasse de filmar o trabalho tático da equipe carioca. Com a volta da privacidade, Jorge Jesus retomou o treino.  

Do lado de fora do CT, mais de 100 torcedores se aglomeraram na tentativa de ver os jogadores rubro-negros. Com tapumes nas grades que impediam as pessoas de verem o campo, teve gente que subiu em árvore e em poste de luz. Alguns mais bem posicionados conseguiram um lugar privilegiado em cima do muro vizinho. Tudo para tentar ver os ídolos. Um ambulante com isopor cheio de bebidas apareceu no local. Restando poucos minutos para o fim dos trabalhos, o técnico do Flamengo liberou a entrada dos fãs.  
 
(Foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
 
A imprensa teve acesso apenas ao aquecimento, nos primeiros 15 minutos do treinamento. O tempo foi suficiente para ver o técnico Jorge Jesus dividir o elenco em dois grupos. Ficaram com colete Gustavo Henrique, Felipe Luis, Arão, Gerson, Arrascaeta, Diego, Michael, Bruno Henrique e Pedro.  
 
O reforço Gustavo Henrique é cotado para o time titular na Supercopa. Nesta sexta-feira, o zagueiro foi liberado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para jogar a final. O atleta estava suspenso pela expulsão com o Santos contra o Avaí pelo Brasileirão 2019, mas teve a pena convertida em doações de cadeiras de rodas, no valor de R$ 25 mil, à Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação. O Flamengo volta a treinar neste sábado (15/2) pela manhã no mesmo local.