Cruzeiro

CRUZEIRO

Multicampeões 'mancham' carreira com rebaixamento inédito no Cruzeiro; veja quem do elenco já havia caído

Jogadores consagrados como Fábio, Dedé, Leo, Henrique, Thiago Neves e Fred sentem 'gosto amargo' do descenso pela primeira vez em suas vitoriosas carreiras

postado em 09/12/2019 06:30 / atualizado em 09/12/2019 02:59

(Foto: Alexandre Guzanshe, Gladyston Rodrigues e Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press)

Com carreiras consolidadas e recheadas de títulos, atletas experientes do elenco do Cruzeiro sentiram o ‘gosto’ amargo do rebaixamento pela primeira vez em 2019. São os casos, por exemplo, do goleiro Fábio, dos zagueiros Dedé e Leo, do volante Henrique, do meia Thiago Neves e do centroavante Fred.

Tricampeão brasileiro (duas vezes pelo Cruzeiro), tricampeão da Copa do Brasil (duas vezes pelo Cruzeiro), sete vezes campeão mineiro e parte do elenco que conquistou a Copa América pela Seleção Brasileira e 2004, o goleiro Fábio encabeça a lista de ídolos celestes rebaixados pela primeira vez.
 
(Foto: Alexandre Guzanshe/EM)
 

Outro na mesma situação é Henrique. Capitão do time, o volante é o oitavo jogador com mais partidas pelo Cruzeiro (516). Ao longo da carreira, conquistou dois Campeonatos Brasileiros, duas Copas do Brasil, uma Recopa Sul-Americana, além de oito estaduais. Aos 34 anos, é rebaixado pela primeira vez.

Na zaga, dois atletas experientes também vivem a experiência inédita do descenso. Leo, de 31 anos, conquistou cinco estaduais, dois Brasileiros e duas Copas do Brasil. Dedé, também de 31, conquistou três vezes a Copa do Brasil e duas o Brasileiro, além de três Campeonatos Mineiros.

Peça importante em conquistas recentes do Cruzeiro, Thiago Neves se transformou em ‘vilão’ na reta final do Campeonato Brasileiro. Afastado pela diretoria a três rodadas do fim da competição, o meia de 34 anos ‘caiu’ pela primeira vez. Ao longo da carreira, ganhou três Copas do Brasil, um Brasileiro, quatro estaduais, além das taças vencidas no futebol árabe.

Pelo Fluminense, Fred foi um dos destaques da heroica campanha de recuperação que evitou a queda à Série B em 2009. Dez anos depois, viveu temporada de mais baixos que alto e sente o gosto de ser rebaixado pela primeira vez. A vitoriosa carreira conta com títulos da Copa América, da Copa das Confederações, dois do Campeonato Brasileiro, um da Copa do Brasil, seis estaduais, além de sete conquistas pelo Lyon, na França.
 
(Foto: Gladyston Rodrigues/EM)
 

Os já rebaixados


Dos 33 jogadores do elenco celeste, sete já haviam sido rebaixados. O ‘recordista’ é o Edilson. O lateral-direito fez parte de um time que caiu em outras três oportunidades: em 2005, no Atlético, em 2011, no Athletico-PR, e em 2014, com o Botafogo.

Veja a seguir o currículo de rebaixamentos de cada atleta do elenco do Cruzeiro


Goleiros

Fábio - Rebaixado pela primeira vez
Rafael - Rebaixado pela primeira vez
Vinícius - Rebaixado pela primeira vez
Vitor Eudes - Rebaixado pela primeira vez

Laterais-direitos

Edilson - Rebaixado pela quarta vez (já havia sido em 2005, com o Atlético, em 2011, com o Athletico-PR, e em 2014, com o Botafogo)
Orejuela - Rebaixado pela primeira vez
Weverton - Rebaixado pela primeira vez

Laterais-esquerdos

Egídio - Rebaixado pela terceira vez (já havia sido em 2010, com o Vitória, e em 2011, com o Ceará)
Dodô - Rebaixado pela primeira vez
Rafael Santos - Rebaixado pela primeira vez

Zagueiros

Dedé - Rebaixado pela primeira vez
Cacá - Rebaixado pela primeira vez
Fabrício Bruno - Rebaixado pela primeira vez
Leo - Rebaixado pela primeira vez
Edu - Rebaixado pela primeira vez

Volantes 

Éderson - Rebaixado pela primeira vez
Adriano - Rebaixado pela primeira vez
Ariel Cabral - Rebaixado pela primeira vez
Henrique - Rebaixado pela primeira vez
Jadson - Rebaixado pela segunda vez (já havia sido em 2016, com o Santa Cruz)

Meias

Marquinhos Gabriel - Rebaixado pela terceira vez (já havia sido em 2011, com o Avaí, e em 2012, com o Sport)
Maurício - Rebaixado pela primeira vez
Robinho - Rebaixado pela segunda vez (já havia sido em 2011, com o Avaí)
Rodriguinho - Rebaixado pela segunda vez (já havia sido em 2011, com o América)
Thiago Neves - Rebaixado pela primeira vez

Atacantes

Joel - Rebaixado pela segunda vez (já havia sido em 2017, com o Avaí)
David - Rebaixado pela primeira vez
Ezequiel - Rebaixado pela primeira vez
Fred - Rebaixado pela primeira vez
Sassá - Rebaixado pela primeira vez
Pedro Rocha - Rebaixado pela primeira vez
Vinícius Popó - Rebaixado pela primeira vez
Welinton - Rebaixado pela primeira vez