Cruzeiro

SÉRIE B

Luxemburgo precisará do aproveitamento de 2003 para levar Cruzeiro à elite

Na temporada da Tríplice Coroa, Raposa teve aproveitamento de 72,4% sob o comando do treinador no Brasileiro; matemáticos apontam caminho parecido para acesso

postado em 03/08/2021 14:00

(Foto: Auremar de Castro/Estado de Minas)
O Cruzeiro tem o retorno à Série A do Campeonato Brasileiro como principal meta ainda na temporada 2021. No entanto, o cenário de momento revela muitas dificuldades e a necessidade de uma grande arrancada na Série B. Para retornar à elite com o recém-contratado Vanderlei Luxemburgo, a Raposa precisa de um aproveitamento próximo ao da conquista do Brasileirão em 2003.
 
Naquela temporada, sob o comando de Luxa, o Cruzeiro fez história ao finalizar a competição com 100 pontos em 46 jogos - foram 31 vitórias, sete empates e oito derrotas. A campanha rendeu um aproveitamento de 72,4%.
 
Já no recorte dos dias atuais, ainda que enfrentem o pior momento da história do clube, diretoria e atletas não abrem mão do discurso de acesso em 2021. O clube se encontra em situação delicada na classificação. Passadas 15 rodadas, o Cruzeiro tem só 13 pontos e ocupa o 18º lugar.
 

O que dizem os matemáticos?

 
De acordo com o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), uma equipe que somar 61 pontos na atual edição da Série B terá 94,5% de possibilidade de acesso à elite. Com 64 pontos, terá 99,7% de chances.
 
Para atingir a pontuação mínima do acesso - 61 a 64 pontos - será necessário ao Cruzeiro somar entre 48 e 51 nas 23 rodadas restantes. As contas resultam em um aproveitamento de 69,5% a 73,9% - bastante semelhante ao da campanha vitoriosa de Luxa em 2003.
 
Neste momento, ainda de acordo com a UFMG, a Raposa tem 50,7% de chances de ser rebaixada à Terceira Divisão e apenas 0,64% de voltar à elite nacional. Com a 'matemática' do acesso em mente, o time mineiro precisaria de uma excelente campanha no restante da competição, mirando algo em torno de 16 vitórias nos 23 compromissos finais.
 
Além dos problemas extracampo, como atrasos salariais, dívida global de quase R$ 1 bilhão, punições impostas pela Fifa e divisão política, o Cruzeiro precisa superar a desorganização que se reflete dentro das quatro linhas. O principal desafio de Luxemburgo, inicialmente, será livrar a equipe da zona de rebaixamento à Série C para, possivelmente, pensar em metas mais ousadas.

Tags: luxemburgo acesso aproveitamento serieb 2003 luxa cruzeiroec interiormg futnacional