UAI


CBV confirma Zé Roberto e Renan à frente das Seleções de vôlei até Paris'24

Treinadores das Seleções feminina e masculina de vôlei do Brasil continuam no cargo pelo menos até a próxima Olimpíada

15/10/2021 08:57 / atualizado em 15/10/2021 10:00
compartilhe
Renan dal Zotto treina a Seleção masculina desde 2017 e José Roberto Guimarães, tricampeão olímpico, está no comando da feminina desde 2003
foto: CBV/divulgação

Renan dal Zotto treina a Seleção masculina desde 2017 e José Roberto Guimarães, tricampeão olímpico, está no comando da feminina desde 2003

Os técnicos José Roberto Guimarães e Renan dal Zotto vão permanecer no comando das Seleções Brasileiras de vôlei feminina e masculina, respectivamente, até os Jogos Olímpicos de Paris, na França, em 2024. A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) anunciou o acerto.

"Estamos muito felizes de ter José Roberto Guimarães e Renan dal Zotto por mais um ciclo olímpico. São dois líderes, com capacidade de manter o Brasil entre os melhores do mundo, e que terão papel fundamental também no desenvolvimento de novos talentos. A CBV tem uma visão de longo prazo, e o trabalho deles também terá esse olhar para a base", explicou Adriana Behar, CEO da entidade.

Tricampeão olímpico (Barcelona'1992, com a seleção masculina; e Pequim'2008 e Londres'2012, com a feminina), José Roberto Guimarães está no comando da Seleção Brasileira feminina desde 2003.

Além dos pódios olímpicos, que incluem também a prata em Tóquio'2020, o treinador de 67 anos tem nove títulos do Grand Prix e 10 do Sul-Americano com a equipe feminina.

"É um novo desafio, de um ciclo de três anos, com uma expectativa muito grande. Em Tóquio fomos felizes, chegamos a uma final olímpica, um pódio muito importante. Temos vários campeonatos que antecedem os Jogos de Paris, e temos que ter atenção com o Mundial do ano que vem e com a Liga das Nações. E também com essa nova geração do voleibol brasileiro. Jogadoras que vão ter oportunidade de jogar e vestir a camisa da Seleção Brasileira. Serão três anos de muito trabalho, de muita expectativa, muita preparação", disse Zé Roberto Guimarães.

"Tenho orgulho de vestir a camisa do meu país, representar o meu país, que é o sonho de todo treinador, atleta e dirigente. É uma responsabilidade que já entendo, mas é sempre um novo friozinho na barriga, uma nova expectativa e, logicamente, uma grande honra", completou.

Liga das Nações

Medalhista de prata como jogador na Olimpíada de Los Angeles'1984, Renan dal Zotto assumiu o comando da Seleção masculina em 2017 e foi ao pódio em 10 dos 13 campeonatos disputados, com conquistas como a Copa dos Campeões de 2017, a Copa do Mundo de 2019, a Liga das Nações de 2021 e três títulos do Sul-Americano (2017, 2019 e 2021).

"Temos um ciclo mais curto, já começando com o Mundial ano que vem, que tem uma importância muito grande. Teremos a Liga das Nações, na qual poderemos colocar os atletas estão chegando para jogar, e isso é importante para o novo ciclo. Vamos fazer todo o trabalho para chegar no melhor nível possível nos Jogos de 2024", declarou Renan.
Compartilhe