Bob Faria detona gramado da Arena do Jacaré: "Feio de longe e de perto'

No intervalo do jogo entre Cruzeiro e Operário, o atacante Paulo Sérgio, do clube paranaense, confirmou as impressões do comentarista: 'Péssimo'

16/09/2021 20:05 / atualizado em 16/09/2021 20:14
compartilhe
No intervalo do jogo, o atacante Paulo Sérgio (D), do Operário-PR, confirmou as impressões do comentarista
foto: Ramon Lisboa/EM/D. A Press

No intervalo do jogo, o atacante Paulo Sérgio (D), do Operário-PR, confirmou as impressões do comentarista



O comentarista Bob Faria, do grupo Globo, criticou o gramado da Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, durante a transmissão da partida entre Cruzeiro e Operário-PR, nesta quinta-feira (16/9), pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Cruzeiro x Operário: fotos do jogo pela 24ª rodada da Série B



Apesar do esforço do Cruzeiro para melhorar a qualidade do gramado do estádio, onde tem mandado os seus jogos pela Segundona, Bob disse que ainda não é possível considerar o campo adequado para a prática do bom futebol.

Ainda no primeiro tempo do jogo, o narrador Rogério Corrêa, do canal Premiere, abriu um debate, na transmissão, sobre a qualidade do gramado. "Você vê que o gramado não tá bonito não, né? Muitas vezes, Bob (Faria), o gramado de longe é feio, mas de perto a bola rola normalmente. Está rolando razoavelmente?", indagou.

Em sua resposta, Bob Faria não ficou em cima do muro. "Tá nada. Esse é um daqueles casos que de longe (o gramado) está feio e de perto está feio também. A bola fica muito viva, no linguajar dos jogadores, fica difícil dominar, difícil dar aquele passe pelo chão. Eu sei que o Vanderlei  Luxemburgo (técnico do Cruzeiro) deu uma elogiada, que está muito melhor do que estava, mas estar muito melhor do que estava não significa que está bom. O Cruzeiro tem que se ajustar a essa condição de jogo".

Bob ainda emendou: 'Um campo de futebol você não conserta em duas semanas. É natureza, é uma planta. Ela precisa de tempo para crescer. Você não arruma isso de uma hora para outra".

No intervalo do jogo, o atacante Paulo Sérgio, do Operário, confirmou as impressões do comentarista. "O gramado não ajuda, está em péssimas condições".

O Cruzeiro decidiu mandar seus jogos em Sete Lagoas no período em que a Prefeitura de Belo Horizonte proibiu a realização de jogos com público no Mineirão. 

Como o gramado da Arena do Jacaré já estava em condições muito ruins, o clube conseguiu apoio de um patrocinador para promover uma manutenção.

Antes de encarar o Operário na Arena do Jacaré, o Cruzeiro havia vencido a Ponte Preta por 1 a 0 no estádio de Sete Lagoas. O próximo compromisso celeste como mandante na Série B será diante no dia 26 de setembro, contra o CSA. Tudo indica que o clube seguirá atuando no interior, onde o custo operacional é menor do que no Mineirão.

Compartilhe