MMA

UFC

Após vitória, Robert Whittaker se credencia a disputar cinturão do UFC

Australiano pede por revanche contra o campeão Israel Adesanya

postado em 19/04/2021 22:13

(Foto: Reprodução/UFC)

Depois da vitória sobre Kelvin Gastelum, por decisão unânime dos juízes, no UFC de sábado passado, em Las Vegas, Robert Whittaker se colocou novamente na rota do cinturão. Ex-campeão, o australiano espera nova chance de enfrentar o atual dono do título dos médios (84kg), o nigeriano Israel Adesanya. 

O Ripper, de 30 anos, conquistou a terceira vitória seguida, e contra um oponente conceituado na organização. Ele superou rivais importantes como Darren Till, Jared Cannonier, e disse que se sente em plenas condições de disputar o cinturão. Até por merecimento, conforme pensa o australiano.

"Se você vencer todos seus adversários, eventualmente estará no topo. É um caminho simples, e não há outra luta que faça sentido para mim hoje que não seja a disputa de cinturão. Essa é luta que eu quero, e a que vou fazer", frisou.

"Eu nunca penso em uma luta além da que vou ter a seguir. Como eu poderia me concentrar em Adesanya tendo feras como Darren Till, Jarred Cannonier ou Kelvin Gastelum à minha frente? Agora é diferente. Eu os venci e acho que mereço disputar o cinturão novamente", acrescentou Whittaker.



O australiano perdeu o cinturão para Adesanya ao ser nocauteado no UFC 243, em Melbourne, Austrália. Até então, Robert Whittaker vinha de nove vitórias seguidas, incluindo duas sobre o cubano Yoel Romero, alem do brasileiro Ronaldo Jacaré. Mas o nigeriano levou a melhor e ganhou o título que lhe pertence até hoje.

Bem ao seu estilo, irreverente e provocador, Adesanya provocou Whittaker nas redes sociais, logo após a vitória do australiano: 'Bom trabalho, filho', escreveu o nigeriano no Twitter. Mas o Ripper disse que é mentalmente forte e não se deixa levar pelo chamado 'trash talk' dos adversários que usam desse artifício. 

"Trash talk não me afeta em nada. E, honestamente, Israel sabe como fazer. Ele venceu a nossa última luta, então era de se esperar que ele falasse. É apenas ele sendo ele mesmo. Acho que as fronteiras da Nova Zelândia estarão liberadas em setembro. Por isso acredito que poderemos lotar um estádio lá e, mais uma vez, impulsionar o mercado no país e o MMA como um todo", comentou o australiano, projetando grande duelo contra o campeão, que é radicado em Auckland, maior cidade neozelandesa.

(Foto: Reprodução/UFC)

Tags: revanche australiano cinturão kelvin gastelum UFC peso médio robert whittaker israel adesanya Ripper