UAI


Brasileiros vencem finais da PFL e recebem prêmio milionário no MMA

Cara de Sapato e Raush Manfio faturam cinturão e chegue de US$ 1 milhão

27/10/2021 21:22
compartilhe
Presidente da PFL, Ray Sefo, entrega o cinturão peso leve a Raush Manfio
foto: PFL/Divulgação

Presidente da PFL, Ray Sefo, entrega o cinturão peso leve a Raush Manfio


Dois brasileiros são os novos 'milionários do MMA'. Antônio Carlos 'Cara de Sapato' e Raush Manfio ganharam as finais da Professional Fighters League (PFL) nos pesos meio-pesados (93kg) e leve (70kg), respectivamente, nesta quarta-feira, em Hollywood, na Flórida, e receberam premiação de US$ 1 milhão - o equivalente a R$ 5,54 milhões. 

'Cara de Sapato', ex-UFC, derrotou Marthin Hamlet por finalização, aos 3min49 do primeiro round, e se transformou no campeão dos meio-pesados da PFL. O brasileiro encaixou mata-leão ainda em pé, manteve a pressão com a queda e provocou a desistência do oponente. 

"Eu me sinto incrível. Eu podia sentir a energia da torcida, meus amigos e meu time estão todos aqui. Segurar este cinturão agora é incrível. Eu sabia que tinha que misturar todos os aspectos, usar as quedas no momento certo, o jiu-jítsu no momento certo e a trocação no momento certo, e fiz isso muito bem", destacou o paraibano de João Pessoa. 

Na final do torneio pela divisão dos leves, Raush Manfio bateu Loik Radzhabov, do Tajiquistão, por decisão unânime dos juízes (48-46, 48-46, 49-46). O Cavalo de Guerra, como é conhecido o brasileiro, também levou para casa o cinturão e o cheque no valor de US$ 1 milhão. 

Cara de Sapato e Raush Manfio são companheiros de equipe na American Top Team, nos EUA. Depois de ganharem o cinturão e a premiação milionária, os dois se encontraram nos bastidores e comemoram juntos a conquista. 

A temporada da PFL em 2021 chegou à final nesta quarta-feira. Os atletas se enfrentam em suas respectivas categorias, em sistema de pontuação, e os melhores avançam às semifinais, que define os finalistas. O campeão leva o cinturão e o cheque de US$ 1 milhão, entregues pelo presidente da organização, Ray Sefo.



Compartilhe