UAI

2

COVID-19 motiva desfalques no NBB

Nessa quinta, jogo entre Paulistano e Bauru teve 11 atletas ausentes por conta do coronavírus

07/01/2022 16:36
compartilhe
Ala do Paulistano, Cauê Borges marcou 23 pontos na vitória sobre o Bauru
foto: Victor Lira/Bauru

Ala do Paulistano, Cauê Borges marcou 23 pontos na vitória sobre o Bauru

O aumento de casos de COVID-19 no Brasil após o Réveillon chegou no NBB, principal liga de basquete do país. Nesta semana, por exemplo, a 11ª da fase classificatória da temporada 2021/2022 do campeonato, dois jogos do Rio Claro não foram realizados por conta de um surto de coronavírus na equipe da cidade do interior de São Paulo, que acabou perdendo de WO (ou 20 a 0, contra o Fortaleza Basquete Cearense, na última segunda-feira, e diante da Unifacisa, na quarta-feira, ambos fora de casa). Outro caso emblemático aconteceu nessa quinta-feira.

O Paulistano, que tem 16 atletas inscritos no NBB, tinha nove desfalques por conta da COVID-19 e, fora de casa, no Panela de Pressão, enfrentou o Bauru com sete jogadores disponíveis (Vinícius, Danilo Fuzaro, Anderson Barbosa, Arthur Bernardi, Du Sommer, Cauê Borges e Lucas Doria).

O time bauruense, também desfalcado de dois jogadores (Larry Taylor e Rafael Hettsheimeir) por diagnósticos positivos para coronavírus, acabou derrotado pelo Paulistano com um final insólito. No último quarto, entre 5:40 e 2:49 a serem jogados, Doria, Fuzaro e Arthur foram expulsos por estourarem o limite de faltas, e os visitantes terminaram a partida com quatro atletas em quadra. O Paulistano acabou vencendo por 98 a 97.

Há outros casos, menores, de desfalques. Um deles diz respeito ao jogo entre São Paulo e Minas, na terça-feira, em que os minas-tenistas foram batidos fora de casa por 91 a 87. O jogo teve dois desfalques por coronavírus (Henrique Coelho, do São Paulo, e Felipe Queirós, do Minas) e um motivado pelo influenza (Gui Deodato, do Minas).

O aumento dos casos de COVID-19 após o período festivo vai em consonância com o momento do país, já que algumas equipes deram um período de recesso aos atletas neste período. Um exemplo é que diagnósticos positivos para o vírus quadruplicaram em uma semana, segundo institutos farmacêuticos. O número de exames feitos também foi o maior desde abril de 2020, quando o serviço foi disponibilizado.

O próximo jogo do NBB acontece neste sábado, às 16h10. O líder Franca recebe, no Pedrocão, o São Paulo, terceiro colocado do torneio. A COVID-19 deve seguir sendo um problema ao Tricolor Paulista, que não teve o armador Henrique Coelho contra o Minas, enquanto os francanos ainda estão ilesos.

Flamengo, segundo colocado, e Minas, terceiro, fecham o G4 do NBB. Bauru, Caxias do Sul, Unifacisa e Pinheiros compõem o grupo dos oito primeiros que se classificam para a Copa Super 8 (em meados de janeiro, antes do início do segundo turno, em 25 de janeiro). Já Paulistano, Mogi, Pato e Cerrado completam o G12, os 12 melhores times da fase classificatória que disputam os playoffs. Fortaleza Basquete Cearense, Rio Claro, União Corinthians, Corinthians e Brasília completam a tabela.

Compartilhe