UAI

2

Campeão! Minas vence o São Paulo em casa e conquista a Copa Super 8

Minas-tenistas tiveram início avassalador, seguraram reação são-paulina e conquistaram o primeiro título nacional do clube

22/01/2022 18:18 / atualizado em 23/01/2022 08:29
compartilhe
Ala Gui Deodato, do Minas, foi o grande destaque na final da Copa Super 8
foto: Orlando Bento/Minas

Ala Gui Deodato, do Minas, foi o grande destaque na final da Copa Super 8

O Minas é campeão da Copa Super 8. Na tarde deste sábado, em casa, na Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, os minas-tenistas bateram o São Paulo por 78 a 77 e conquistaram o primeiro título nacional da história do basquete do clube mineiro da Rua da Bahia.

Empurrado por milhares de torcedores, o início do Minas foi crucial para a vitória e o título minas-tenistas. O time mineiro, que teve o direito de decidir o campeonato por estar melhor colocado que os paulistas no NBB (terceiro, enquanto o Tricolor é o quarto), fez 32 pontos somente no quarto inicial e depois administrou a vantagem, mesmo com ímpeto final do clube paulistano. O Tricolor Paulista chegou a virar o jogo, mas não conseguiu vencer.

A Copa Super 8 é disputada pelos oito melhores times do primeiro turno da fase classificatória do NBB e dá ao campeão vaga na Champions League Américas da próxima temporada. O Minas, do ala Gui Deodato - melhor jogador da final -, já disputa a atual edição e, junto de campeão e vice do NBB, disputará a próxima Champions.

De "ressaca" após o título, o Minas volta à quadra na quinta-feira, às 19h. A equipe recebe, na Arena, o Caxias do Sul, pela 13ª semana da fase classificatória do NBB, a primeira do segundo turno. Já o São Paulo tem menos tempo para "sacudir a poeira" e, na terça-feira, às 20h, contra o Brasília, no Nilson Nelson, no Distrito Federal.
 
Esta foi a primeira nacional do basquete do Minas
foto: Orlando Bento/Minas

Esta foi a primeira nacional do basquete do Minas

 
 

O jogo


O Minas começou a partida de forma avassaladora. Com intensidade e empurrado pela torcida, o time da casa viu um São Paulo atenuado em quadra e abriu 19 pontos de vantagem, com direito a 11 pontos do ala Gui Deodato. Os minas-tenistas bateram o Tricolor Paulista por 32 a 14 ao fim dos primeiros dez minutos.

Abatido no início de jogo, o São Paulo conseguiu se reencontrar e melhorar na partida, muito com a ajuda do ala Marquinhos, que anotou 11 pontos no segundo quarto. Contudo, a liderança minas-tenista não baixou de dois dígitos, e a equipe da casa foi ao intervalo vencendo por 50 a 36.

O terceiro quarto seguiu com o São Paulo tentando buscar a liderança no marcador. O Tricolor Paulista conseguiu cortar a vantagem minas-tenista para oito pontos, mas o time novamente se equilibrou e, comandado por Gui Deodato e também com forte jogo coletivo, foi ao quarto final vencendo por 70 a 56.
 
O período final foi diferente de todo restante da partida. O São Paulo, com forte marcação, conseguiu virar a partida e, com menos de um minuto, esteve à frente por 77 a 76. Contudo, o ala-armador Gui Santos conseguiu converter uma bandeja, enquanto o ala Marquinhos, com cinco segundos restantes, errou uma bola para três pontos, o que culminou na vitória minas-tenista por 78 a 77. 
 
 

Minas 78 x 77 São Paulo


Minas

Alexey Borges, Shaquille Johnson Sr., Gui Deodato, Renan Lenz e Maique; Gui Santos, Tavario Miller, Facundo Corvalán, Felipe Queirós e João Prado. Técnico: Leo Costa. 

São Paulo

Elinho Corazza, Shamell Stallworth, Marquinhos, Tyrone Curnell e Bruno Caboclo; Corderro Bennett, Isaac e Henrique Coelho. Técnico: Bruno Mortari.
 

Destaque do jogo

 
Minas

Gui Deodato: 25 pontos, 7 rebotes e 2 assistências

Shaquille Johnson Sr.: 18 pontos, 2 rebotes e 2 assistências
 
Gui Santos: 10 pontos e 4 rebotes 

São Paulo

Marquinhos: 25 pontos, 5 rebotes e 4 assistências

Bruno Caboclo: 22 pontos, 12 rebotes e 1 assistência

Corderro Bennett: 10 pontos e 4 assistências 

Motivo: final única da Copa Super 8

Local: Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte (MG)

Público pagante: 1683 torcedores

Data e horário: sábado, 22 de janeiro de 2022, às 16h10

Arbitragem: Marcos Fornies Benito (Internacional-SP), Marcos Antônio de Matos Ferreira (Internacional-SP) e Fabiano Huber (Internacional-GO). Operador Instant Replay: Rodrigo Alves Nogueira.

Transmissão: TV Cultura e ESPN 2

Compartilhe