Cruzeiro pentacampeão

CRUZEIRO

Seis 'campeões esquecidos' do Cruzeiro também receberão suas medalhas pela conquista da Copa do Brasil de 2017

Diretoria celeste solicitará à CBF e enviará as medalhas aos jogadores

postado em 29/09/2017 16:49 / atualizado em 29/09/2017 19:57

Ramon Lisboa / EM / D. A. Press
O título da Copa do Brasil deste ano foi inédito para vários atletas do Cruzeiro, como os experientes Rafael Sobis, Leo e Henrique. A entrega do troféu, após a conquista, gerou uma grande festa do time no gramado do Mineirão. Todos os jogadores do atual elenco receberam suas medalhas. Entretanto, seis atletas que participaram da campanha não integram mais o grupo e, assim, não puderam receber as condecorações.

O zagueiro Caicedo, os laterais Edimar, Mayke e Fabrício, o meia Marcos Vinícius e o atacante Ábila foram relacionados para algumas partidas ao longo da competição. Sendo assim, também são considerados campeões.

Entre eles, o equatoriano Caicedo foi o que mais atuou na Copa do Brasil, com sete jogos, enquanto Edimar e Marcos Vinícius não atuaram em nenhuma oportunidade, mas integraram o banco de reservas.

O supervisor de futebol do Cruzeiro, Pedro Moreira, explicou à reportagem a situação da concessão de medalhas a esses jogadores. “É uma coisa tranquila de se resolver. O Cruzeiro fará uma solicitação à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e enviará as medalhas aos jogadores campeões que deixaram o clube antes do encerramento da competição”, disse o dirigente.

Alguns atletas que chegaram ao clube após a data limite da inscrição da Copa do Brasil (24 de abril) receberam a honraria no gramado do Mineirão, como Rafael Galhardo, Sassá, Rafael Marques e Digão. Contudo, esses jogadores não são considerados campeões oficialmente, uma vez que não estavam regularizados para disputar o torneio.

Os dados dos "campeões esquecidos" do Cruzeiro na Copa do Brasil:

Tags: cruzeiroec copadobrasil copadobrasil2017 futnacional